NewsNewsletter

Projeto IMAIS oferece segunda opinião clínica para auxiliar no diagnóstico de Covid-19

0

O Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR) e o aplicativo Join se juntaram para criar o projeto IMAIS, que tem o intuito de oferecer uma segunda opinião sobre exames de imagem no diagnóstico da Covid-19, para instituições do sistema público de saúde de todo o Brasil.

Com o slogan “Uma Nova Opinião, uma Nova Visão”, o projeto conta com médicos radiologistas associados ao CBR que, de forma voluntária e gratuita, vão fornecer uma segunda opinião clínica para casos suspeitos de Covid-19 tratados em instituições públicas que possuam equipamentos de imagem como raios X e tomografia. A validação acontece por meio do aplicativo Join, da empresa japonesa Allm, que permite a comunicação médica e o compartilhamento de exames de imagem em alta resolução, como tomografias e radiografias, de forma segura, quase instantânea e anonimizada. Por meio dele, radiologistas podem dar o suporte diagnóstico mais rapidamente dos pacientes, em diversas regiões do país, em especial aquelas que sofrem com a escassez de acesso médico especializado.

Os exames de imagem do tórax têm sido muito importantes para apoiar os médicos no diagnóstico da Covid-19. Segundo o Dr. Valdair Muglia, diretor científico do CBR, além de visualizar o grau de comprometimento do sistema respiratório, a tomografia, por exemplo, apresenta altas taxas de sensibilidade e especificidade para o diagnóstico da doença, em situações de alta prevalência, como a que estamos enfrentando. E pode ser usada nas unidades de saúde com sobrecarga de pacientes e recursos limitados durante a pandemia, com restrição de acesso a testes laboratoriais, como o RT-PCR, leitos de isolamento e unidades de terapia intensiva.

“Nesse cenário, oferecer uma segunda opinião clínica sobre um exame de imagem pode ser decisivo para o diagnóstico e manuseio da Covid-19. A agilidade e a praticidade que o aplicativo oferece contribuem com o radiologista que está na ponta do atendimento para uma abordagem rápida e precisa, como a situação atual exige”, afirma.

A opção de telessuporte com uma rede de compartilhamento de informações associadas a exames de imagem, tomografias e radiografias podem fazer uma grande diferença no controle de situações como a pandemia. “Com essas informações chegando imediatamente às mãos dos especialistas, por meio do aplicativo Join, mesmo que estes não estejam presentes no local, é possível maximizar a experiência conjunta dos profissionais, desempenhando papel fundamental na implementação do protocolo no combate à pandemia, assim como no controle do fluxo de pacientes, além de colaborar com o sistema público de saúde”, informa Bruno Melnik, diretor Comercial e de Operações da Allm Brasil.

QMentum certifica 1º hospital no mundo por meio de avaliação digital

Artigo anterior

Fiocruz e Visuri desenvolvem sistema automatizado de detecção da Covid-19

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News