News

Mercado de biossensores na AL atingirá US$ 660 milhões em 2020

0

O  mercado Sensores Biomédicos na América Latina está estimado em US$ 660 milhões em 2020, com crescimento de ano sobre ano de 2,04% ao longo do período de  2015-2020., segundo estudo da Research & Markets.

No futuro próximo os sensores biomédicos vão se adaptar à formulação genética de cada indivíduo. Estes sensores podem ser configurados para disparar alertas quando as leituras são imprevisíveis, como por exemplo, existência de agentes tóxicos no sangue.

Os sensores biomédicos são impulsionados pelo aumento da demanda em ambientes perigosos, utilização em situações resultantes de catástrofes naturais,  aumento da procura por pacientes diabéticos e de coração. O avanço da tecnologia tornou possível construir um sensor biomédico usando Nano tecnologia, tornando-o minúsculo, robusto, inteligente e rentável. A detecção precoce de irregularidades no estado de saúde dos pacientes irá contribuir para uma melhor qualidade de vida.

O maior mercado é o México, seguido de perto pelo  Brasil, que no entanto projeta uma taxa de crescimento mais elevada durante o período previsto. O mercado de sensores biomédicos é segmentado em função do tipo, como temperatura, acelerômetro, pressão; e aplicação, farmacêutica, saúde., etc.

Ferramenta auxilia médicos na identificação de anatomia

Artigo anterior

Estudo revela que 55% das empresas de saúde pretendem usar TI para melhorar eficiência operacional

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News