GestãoNews

Hospital Sírio-Libanês recebe certificação Women on Board, que reconhece conselhos de administração com presença de lideranças femininas

0

O Hospital Sírio-Libanês foi reconhecido com o selo de certificação do WOB, Women on Board, iniciativa sem fins lucrativos, apoiada pela ONU Mulheres, que reconhece a existência de ambientes corporativos com a presença de mulheres em conselhos de administração ou conselhos consultivos. O WOB visa demonstrar os benefícios desta diversidade ao mundo empresarial e à sociedade. Dos 12 membros do Conselho de Administração da instituição, 5 são mulheres.

Essa certificação é ainda mais relevante para a instituição neste ano que marca o centenário da Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio-Libanês. “Em toda a nossa história, tivemos a liderança das mulheres como a força por trás das grandes conquistas alcançadas pelo hospital Sírio-Libanês. Ficamos muito honradas de receber esse reconhecimento que reforça nosso compromisso com a medicina de excelência e responsabilidade social”, afirma Denise Jafet, presidente do conselho de administração da Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio-Libanês. O hospital Sírio-Libanês sempre foi pioneiro no seu olhar para a questão da diversidade, desde a criação do seu primeiro conselho de administração, em 2004, que já nasceu formado por quatro mulheres. “Esse reconhecimento fortalece nossa vanguarda e esforços dentro do hospital em fortalecer a equidade de gêneros dentro da instituição”, diz Denise.

O Women on Board nasceu de um grupo de mulheres que participa direta e indiretamente de conselhos de administração, motivadas por começar a medir o impacto prático da presença de mais mulheres ocupando esses espaços. De acordo com pesquisa do Insper, em parceria com a Talenses, as mulheres ocupam em média 19% dos cargos de liderança nas empresas brasileiras. Elas somam 26% das posições de diretoria, 23% de vice-presidência e 16% dos conselhos. “Temos hoje mais de 30% do conselho de administração formado por mulheres. Esperamos com esse reconhecimento reforçar esse movimento de inclusão e maior diversidade nos conselhos de administração no Brasil”, conclui Denise.

Saúde Pra Já conecta pacientes a serviços de saúde com valores acessíveis

Artigo anterior

Healthtech Laura lança feature da Inteligência Clínica

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais Gestão