NewsNewsletter

Grupo Leforte realiza 1800 atendimentos por telemedicina

0

A telemedicina alcançou a marca de 1800 atendimentos realizados pelos três hospitais do Grupo Leforte e suas clínicas, desde o final de abril, quando o modelo começou a ser implantado como alternativa para manter a assistência médica em meio à pandemia. As áreas mais procuradas são clínica geral, nutrição e psicologia.

“Começamos os atendimentos com 19 especialistas de quatro áreas. Hoje, temos 24 especialidades cobertas por 68 profissionais em teleconsultas”, conta o Dr. Hassan Ahmed Yassine Neto, coordenador do programa de Telemedicina do Grupo Leforte.

O balanço contempla o período entre 27 de abril e 30 de setembro, incluindo as duas unidades do Leforte em São Paulo, nos bairros da Liberdade e Morumbi, e outra em Santo André, no ABC Paulista, o Hospital e Maternidade Christóvão da Gama, além das clínicas (Clínica e Diagnóstico Leforte Alphaville, Leforte Oncologia Higienópolis, Leforte Oncologia Alphaville, Leforte Oncologia Osasco e Leforte Kids).

Parte dos especialistas realiza as consultas em Home Office, como medida para reduzir a exposição dos profissionais de saúde, enquanto o restante atende nas dependências do hospital. “Queremos expandir ainda mais o projeto, chegando a 90 especialistas atendendo regularmente pacientes à distância”, conta o Dr. Hassan. Já existem 14 planos de saúde cadastrados no programa.

A maioria dos pacientes (67%) é do sexo feminino, considerando o mês de setembro, e cerca de 60% têm idade entre 30 e 49 anos. Os agendamentos são realizados, na maior parte (65%), por meio do aplicativo e do site do Leforte.

Tipos de atendimento

A telemedicina pode ser utilizada em diferentes situações, conferindo agilidade, praticidade e segurança ao paciente, sem comprometer a qualidade da assistência em saúde. O Grupo Leforte adota essencialmente três modelos:

Consulta de retorno – Quando o paciente já passou pelo médico e foi examinado. Precisa retornar, por exemplo, para trazer o resultado de exames e receber orientações adicionais. São situações em que não há necessidade da presença física.

Consulta de seguimento – Quando o paciente faz acompanhamento com o mesmo médico e precisa retornar periodicamente para realizar exames de controle de doença ou estados conhecidos. Há também os casos de doenças não acessíveis por exame físico (por exemplo, nódulo de pulmão).

Primeira consulta seguida por retorno presencial – Quando o primeiro contato do paciente com o médico é pela telemedicina. Neste caso, o médico formula hipóteses e solicita exames a partir do relato do paciente, que é orientado a retornar presencialmente ao consultório para apresentar o resultado dos exames e realizar, caso necessário, o exame físico. Não há custo adicional pelo retorno.

É importante destacar que o paciente pode ser convocado para a consulta presencial, caso o médico julgue necessário para a melhor avaliação do caso.

Atualmente, o Leforte oferece atendimento à distância nas áreas ambulatoriais de pediatria, cardiologia, oncologia, clínica médica, endocrinologia, psicologia, nutrição, ortopedia, gastroenterologia, cirurgia geral, cirurgia torácica, otorrinolaringologia, dermatologia, ginecologia, mastologia, hepatologia, hematologia, cirurgia plástica, proctologia, oftalmologia, neurologia, urologia, medicina do cuidado e fonoaudiologia.

Com marco regulatório que propõe a proibição de medicamentos de marcas próprias, mercado e consumidor saem perdendo

Artigo anterior

PlenaMente: aplicativo gratuito ensina auto hipnose para saúde

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News