NewsNewsletter

Healthy, nova plataforma da InterPlayers, entra em operação

0

A InterPlayers, o hub de negócios da saúde e bem-estar, inicia neste ano a operação de sua nova solução, a plataforma Healthy, focada em companhias que desejam ou precisam oferecer como benefício um programa de descontos em medicamentos para seus funcionários. A flexibilidade na administração dos benefícios com a possibilidade de acompanhamento em tempo real é a principal característica do aplicativo, além é claro do apoio na gestão em saúde, com análise de dados, ações preditivas e apoio aos crônicos.

A plataforma Healthy, uma solução desenvolvida pela InterPlayers é focada em companhias que desejam ou precisam oferecer como benefício um programa de descontos em medicamentos para seus funcionários.

O Healthy começou a ser desenvolvido em 2020 e no segundo semestre de 2021 passou por testes práticos com o apoio de uma empresa parceira, que será uma das companhias atendidas pela plataforma. A solução marca a entrada da InterPlayers em um nicho novo para ela, mas importante porque tem tomado vulto de alguns anos para cá. “Esse nicho sempre teve como foco o mercado corporativo, mas agora está sendo demandado por operadoras e seguradoras de saúde”, diz Rodrigo Galesi, diretor de Tecnologia e Produtos da InterPlayers.

Segundo Galesi, o custo com saúde da pessoa física no mundo corporativo é o segundo maior dentro das empresas. O primeiro é a própria folha de pagamento. Para diminuir o absenteísmo causado por problemas de saúde, o setor corporativo tem adotado cada vez mais a estratégia da prevenção. Facilitar o acesso a medicamentos é uma das maneiras de contribuir para isso. “Um funcionário tem determinada doença e por alguma razão, que pode ser financeira, não se trata adequadamente. A doença se agrava e ele falta ao trabalho porque tem de ir ao pronto-socorro. Com isso os custos da empresa vão aumentando. A plataforma visa se antecipar e reduzir esse impacto.”

O Healthy funciona da mesma forma que cartões ou aplicativos de vale-refeição ou alimentação. A empresa contrata e define um valor mensal para ser gasto pelos funcionários. Há empresas que custeiam 100% do valor definido e há aquelas que custeiam a maior parte, deixando um percentual menor para ser descontado na folha de pagamento do colaborador ou pagamento a vista se preferir. O colaborador, ao comprar o medicamento, não paga em dinheiro. Apenas apresenta o cartão. De acordo com Galesi, oferecer descontos em produtos e medicamentos é o primeiro passo da plataforma. Evoluindo para benefícios adicionais e ações preventivas como, por exemplo, parcerias com academias de ginástica ou com profissionais especializados na área da saúde, como psicólogos, terapeutas e nutricionistas entre outros.

O aplicativo Healthy oferece um cartão virtual ou físico, que segue a mesma modelagem de um cartão de crédito. A plataforma conta com dois modelos de compra e um terceiro está sendo desenvolvido. O primeiro é o tradicional. O colaborador chega à farmácia credenciada, vai até o balcão, faz o pedido e se dirige ao caixa para pagar com o cartão Healthy. O segundo modelo é chamado “compra e retira”, em que a aquisição do medicamento é feita online, usando o cartão virtual, mas a retirada é presencial, na farmácia escolhida no ato da compra. “E está em construção o terceiro modelo que possibilitará uma jornada completa de e-commerce, ou seja, compra pela internet e recebe o produto em casa”, conta o executivo.

Para Galesi, a estratégia de marketing é o maior desafio para a InterPlayers. Isso porque os principais concorrentes exploram esse mercado há mais de 20 anos. “Nossa estratégia é apresentar muita eficiência e com isto fazer nossa solução ser rapidamente conhecida pelas empresas”, comenta.

Mas, se ser desconhecido parece uma desvantagem, o Healthy tem como vantagem ser uma solução inovadora, disruptiva. “Se entramos agora não poderíamos oferecer mais do mesmo. Então, criamos uma plataforma muito flexível para a gestão do benefício, atendendo as principais dores deste mercado, pensando nas empresas e seus beneficiários. É possível administrar em tempo real, vendo indicadores de consumo, o que a população ligada à companhia está comprando, em qual farmácia, quanto já gastou e principalmente autonomia total no gerenciamento de suas regras. Hoje os produtos e serviços deste mercado não atendem essa jornada desta forma. Nosso modelo dá uma gestão diferenciada de ampla visão e não somente conecta os players.”, afirma.

Projeto da Unifesp desenvolve software para analisar a evolução da pandemia de Covid-19

Artigo anterior

Healthtech WMI lança aplicativo apostando na integração automática dos dados dos pacientes

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News