InovaçãoNewsNewsletter

Healtech Fin-X recebe aporte do fundo Domo

0

Responsáveis por cuidar da saúde da população, os profissionais da saúde também precisam de atenção, mas na maneira como organizam suas finanças. Uma maior segurança e previsibilidade financeira geram impacto relevante na dedicação de tempo e foco nos pacientes. Diante de um problema crônico diagnosticado após anos de estudos e a constatação da ineficiência em projetos de consultoria dentro de consultórios, clínicas, cooperativas médicas, hospitais e operadoras, os sócios Daniel Shiraishi e Sergio Campangna desenvolveram a Fin-X (finxapp.com.br), uma plataforma que realiza a gestão e cálculo de pagamentos médicos tudo de maneira simples e na “palma da mão”, melhorando a remuneração dos médicos em até 30%.

Além de organizar a gestão financeira dos médicos, a Fin-X também atua como uma solução de gestão e cálculo de pagamentos médicos de hospitais, operadoras e cooperativas médicas, promovendo uma melhoria relevante no relacionamento com os médicos destas organizações. Para acelerar esse projeto de atuação pioneiro, a healthtech conta agora com o apoio do time de especialistas da DOMO Invest (domoinvest.com.br) e um investimento de R$ 500 mil do Fundo Anjo da gestora, que promete fortalecer o produto e ampliar a base de clientes.

“Estamos no período inicial de comercialização da solução e enxergamos um potencial grande para hoje e também para o futuro, por vários motivos. Estudamos por muitos anos o mercado e não encontramos nenhuma plataforma que ofereça um serviço como o nosso. Em pouco tempo de atuação, já contamos com aproximadamente 2.500 usuários médicos. Além disso, a Fin-X tem o respaldo de um Conselho Médico composto por referências na área para atuarmos de forma abrangente e assertiva no setor de Saúde, sempre com o olhar “do Médico”. Temos muito a nosso favor e ter à disposição o suporte e a confiança da DOMO, vai nos ajudar na consolidação da Fin-X, alavancar o período de market fit e traçar um planejamento de escala comercial para entrarmos no mercado de vez com players estratégicos”, explica Daniel Shiraishi, um dos Co Founders da startup.

A Fin-X surgiu em dezembro de 2017 num formato piloto e começou a funcionar cerca de um ano depois, com o objetivo de organizar as transações de faturamento da saúde para gerar transparência e eficiência, engajando os profissionais de saúde e beneficiando todos os players do setor. A healthtech busca como resultado reduzir o número de disputas, otimizar recursos operacionais, reduzir fraudes e desperdícios gerando uma visão integrada e sistêmica nas relações de negócio. Nossa solução de Remuneração Médica realiza a gestão e cálculo de pagamentos, automatiza a execução das tarefas, digitaliza regras negociadas e organiza os processos de faturamento. Maximizamos a captura de benefícios com a solução de Agendamento de Cirurgia que simplifica o pedido do médico, otimiza o fluxo de caixa e permite ganhos de eficiência na gestão do centro cirúrgico. Além da plataforma de tecnologia, a Fin-X planeja ainda contribuir ainda mais na evolução do setor de Saúde atuando com educação e conhecimento.

“Somado à nossa plataforma de tecnologia focada na gestão e organização da remuneração médica, desenvolvemos uma plataforma de educação com conteúdo de gestão para médicos assistenciais: a Fin-X Educa (finxeduca.com.br). Acreditamos que através da educação e conhecimento podemos auxiliar no entendimento para a execução das práticas corretas. O médico impacta diretamente na execução dos processos da Saúde, portanto, é fundamental levar conhecimento para buscar engajamento e entendimento para sua participação no desenho de soluções sustentáveis do setor“, afirma Sergio Campangna.

Sobre o potencial da startup, Franco Pontillo, gestor do Fundo Anjo e sócio da DOMO Invest, destaca: “Desde os hospitais, passando pelas operadoras de planos de saúde até chegar aos médicos e profissionais da área, há uma grande demanda por uma solução de tecnologia e finanças que ajude na gestão dos recebíveis. Isso representa não apenas melhor performance em rentabilidade, mas também desenvolvimento para todo o setor. Quando conhecemos o projeto, entendemos a sua relevância, especialmente nesse momento de pandemia, em que a saúde se tornou uma questão prioritária para todos. Trata-se de uma revolução disruptiva para esse mercado e que com essa nova rodada de investimentos deverá crescer de forma consistente nos próximos meses”.

Araraquara adota app inédito para combater a Covid-19

Artigo anterior

Livro celebra 20 anos de evolução da Saúde Suplementar no País

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar