NewsNewsletter

Ventilador pulmonar desenvolvido pelo projeto Inspirar é utilizado em paciente com insuficiência respiratória

0

O ventilador pulmonar desenvolvido pela Tacom, por meio do projeto Inspirar, foi utilizado, pela primeira vez, em um paciente. Médicos intensivistas da Rede Mater Dei de Saúde utilizaram o equipamento VI-C19 em um paciente em contexto de pós-operatório, que demandava ventilação mecânica. “Durante o tempo em que o respirador esteve operante, os médicos identificaram que ele cumpriu todas as funcionalidades previstas e necessárias para o cuidado naquele momento”, afirmou o presidente da Rede Mater Dei de Saúde, Henrique Salvador. Ainda de acordo com Salvador, o resultado obtido foi excelente e o paciente já não está mais dependente da ventilação invasiva.

O equipamento já havia sido aprovado em mais de 300 testes realizados para que fosse possível obter a homologação por parte da Anvisa, concedida no último dia 3. Desde então, os ventiladores já podem ser utilizados e comercializados por hospitais de todo o Brasil. “Conseguimos a homologação na classe mais difícil da Anvisa, a Classe III. Foram muitas exigências, muitos testes, mas é um orgulho entregar ao mercado um equipamento tão completo, eficiente e inteligente, capaz de salvar muitas vidas”, comemora o diretor comercial da Tacom, Marco Antônio Tonussi.

O VI-C19, desenvolvido com o apoio de uma equipe de médicos intensivistas da Rede Mater Dei de Saúde, engenheiros, programadores e desenvolvedores, utiliza dois módulos para fazer a ventilação: o volume controlado (VCV) e o modo pressão controlada (PVC).

No último dia 14, durante evento fechado realizado na Cidade Administrativa, a primeira remessa dos equipamentos encomendados pela Fiemg foi entregue ao governo de Minas, que fará a destinação para hospitais da rede pública e filantrópicos do Estado, de acordo com critérios definidos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Os ventiladores pulmonares chegam ao mercado com valores mais acessíveis que os produtos semelhantes, além de serem mais fáceis de manusear.

Testagem de COVID-19 impulsiona mais de 280 projetos de lei no país

Artigo anterior

72% dos Brasileiros exigem o uso de EPI pelos colaboradores para retornar às compras

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News