News

Abimo: Cimes apresenta projetos de inovação

0

No último dia 23 o 7º Cimes – Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde, organizado pela Abimo, recebeu cinco startups para a formação do painel médico-hospitalar “Ambiente Evolutivo Estratégico”, cujo objetivo foi mostrar a competência brasileira para a criação de soluções inovadoras e estratégicas em benefício do setor de saúde.

“O que o CIMES trouxe esse ano são as novas oportunidades que temos dentro de casa. Mostramos startups nacionais que comprovam que temos, sim, muita mentoria na área de ciência e tecnologia e, também, na área de administração financeira. Temos serviços que realmente nos surpreendem e que já estão sendo apresentados ao mundo”, comentou Donizetti Louro, consultor de tecnologia da ABIMO.

Cinco das soluções apresentadas trazem melhorias à área de diagnóstico. Vencedora do Prêmio Inova Saúde de 2018, a Hi Technologies explicou o Hilab, equipamento que une diferentes vertentes tecnológicas como inteligência artificial e internet das coisas para trazer agilidade à inúmeras análises de amostras. “Nós não reinventamos os exames point of care, apenas os tornamos mais fáceis de utilizar”, explicou Marcus Figueiredo enfatizando que a ideia está sempre centrada na ampliação do acesso à saúde.

Outro projeto para o segmento diagnóstico trabalha no auxílio à identificação de pacientes com osteoporose, doença que faz com que a cada três segundos, uma pessoa sofra uma fratura. Para essa área, o LAIS (Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde) apresentou o OSSEUS. Em fase final de calibração, a solução deve ter custo no mínimo 100 vezes inferior ao equipamento tradicional de densitometria óssea utilizado para o diagnóstico da enfermidade.

“O OSSEUS reúne engenharia elétrica, biomédica, computacional e inteligência artificial. Além disso, não é um exame invasivo, pois utiliza apenas ondas eletromagnéticas dentro de uma frequência que não prejudica a estrutura humana”, explicou Agnaldo Souza lembrando que além de todas essas vantagens, a solução ainda é portátil e permite a realização do exame em segundos.

As empresas com soluções diagnósticas, Luiz Antunes, da Predict Vision, apresentou uma plataforma criada para dar suporte à comunidade médica. Utilizando inteligência artificial para correlacionar milhares de exames e um motor de aprendizado baseado em deep learning, a solução já está apta a identificar retinopatia diabética com acuracidade média de 93%. “É uma capacidade muito mais alta do que a capacidade humana”, comenta Antunes que faz questão de enfatizar que “a inteligência artificial não substituirá o médico, apenas o apoiará a dar o diagnóstico correto no momento correto”.

Abrangendo, também, outros setores da saúde, as duas startups que complementaram o rol de empresas apresentadas neste painel do CIMES trazem soluções para dois setores completamente distintos. A 3Square atua diretamente com a experiência dos médicos durante o procedimento de intubação endotraqueal. “O Integrated Smart Guide é, em resumo, um tubo com câmeras e sensores que ficam dentro da sonda endotraqueal e permitem a evolução do procedimento por meio da visualização em smartphones”, explica Marcelo Okamura. O procedimento, que recorrentemente é motivo de preocupação para muitos profissionais de saúde, é realizado em ambulâncias, nos pronto-atendimentos e nos centros cirúrgicos.

Já a Metta Innovations desenvolveu uma leitura biométrica para reduzir o número de fraudes nos planos de saúde. “Fraudes somam R$ 22,5 bilhões ao ano e tudo isso impacta o preço e a qualidade dos serviços”, comentou Aurélio Figueiredo sobre o mercado que pretendem atingir em breve.

Embratel desenvolve aplicativo de atendimento na área de saúde

Artigo anterior

CRM Líquor anuncia franquia com soluções para diagnóstico de doenças do Sistema Nervoso

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News