ArtigosNewsletter

Como o avanço tecnológico tem mudado a atuação dos médicos

0
AndrA©-BrandAo-CEO-da-Medictalks.jpg

Com a chegada de tecnologias avançadas no setor da saúde, a medicina nunca mais foi a mesma. Se há algum tempo alguém dissesse que existiriam máquinas que aprendem com a inteligência humana e ferramentas trabalhando com algoritmos, a sociedade iria duvidar ou acreditar que demorariam séculos para que a área se tornasse tão inovadora. Mas o fato é que a tecnologia já está aí, evoluindo a cada dia. De acordo com estudo da IDC, empresa de inteligência de mercado e serviços de consultoria, somente na América Latina os investimentos em soluções tecnológicas no setor de saúde devem atingir R$ 10 bilhões ainda este ano.

Levando em conta este cenário, a atuação dos médicos não poderia permanecer a mesma. Por isso, hoje são exigidos profissionais que entendam tópicos importantes sobre inteligência artificial, machine learning e outras tecnologias, e saibam manusear ferramentas que são indispensáveis.

A partir das inovações que vêm surgindo no mercado, os especialistas da saúde podem obter diagnósticos mais assertivos que sugerem patologias, o que contribui para que sejam indicados tratamentos eficazes aos pacientes. Além disso, quanto antes uma doença for diagnosticada, mais chances de cura existem, e com exames mais eficientes, menos tempo e dinheiro são desperdiçados com procedimentos e tratamentos desnecessários.

Também é importante destacar que com soluções eficientes e práticas, os médicos têm administrado melhor os casos mais críticos que precisam de atendimento prioritário. Assim, o fluxo de pessoas e processos são otimizados e profissionais passam a ter mais tempo para se dedicar a cada indivíduo, ganhando mais produtividade e agilidade.

Além disso, as inovações tecnológicas permitem que ocorra uma comunicação rápida entre os atuantes do setor e a troca constante de novidades. Dessa maneira, médicos podem se manter atualizados em relação aos tratamentos, doenças, procedimentos e, inclusive, tecnologias médicas. O resultado são mais vidas salvas.

É importante ressaltar que apesar de poderosas, estas tecnologias nunca vão substituir a expertise e experiência dos profissionais. Estas apenas permitem que melhorem as performances e que todo o ecossistema de saúde seja otimizado. As inovações têm o papel de facilitar o trabalho de todos da área.

Por fim, podemos afirmar que a fusão entre saúde e tecnologia não tem volta e, por isso, os médicos precisam ficar bem-informados a tudo que diz respeito às inovações que surgem no mercado e as vantagens que podem proporcionar tanto para os profissionais como para os pacientes.

*André Brandão é fundador e CEO da Medictalks, plataforma que oferece conteúdos médicos exclusivos e gratuitos para que os profissionais da área da saúde possam adquirir mais conhecimentos científicos.

Cuidar.me oferece planos digitais por faixas etárias e preços 40% mais baratos

Artigo anterior

Healthtech lança nova ferramenta de agendamento online para clínicas

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais Artigos