News

Especialistas criam Consenso de Endometriose para aprimorar avaliação da doença

0

A endometriose é uma doença ginecológica crônica que atinge cerca de 176 milhões de mulheres em todo o mundo. Caracterizada pelo implante de células do endométrio (tecido que reveste o útero internamente e descama na menstruaçāo) na cavidade do abdômen, a doença pode provocar dores incapacitantes, além de ser uma das principais causas da infertilidade feminina. Por vezes, seus sintomas assemelham-se ao de cólicas menstruais comuns ou são mascarados por conta do uso contínuo de anticoncepcionais, o que acaba resultando em um diagnóstico tardio.

Para aprimorar o mapeamento da patologia, que tem alta prevalência, profissionais de saúde como médicos radiologistas, ultrassonografistas, cirurgiões ginecológicos e ginecologistas estarão reunidos na 49ª Jornada Paulista de Radiologia (JPR 2019) com o objetivo de criar um consenso sobre o diagnóstico por imagem da endometriose, que busca padronizar critérios que possam ser utilizados pelos radiologistas nos seus laudos e compreendidos com clareza por cirurgiões, ginecologistas e pacientes.

“A doença é de difícil diagnóstico – por isso, é necessário treinar especialistas para fazer a identificação da endometriose nos exames de imagem”, afirma a Dra. Luciana Pardini Chamié, médica radiologista especialista em imagem da pelve feminina e doutora em radiologia pelo INRAD-HCFMUSP.

Exames como ultrassom e ressonância magnética são fundamentais não somente para identificar a endometriose, mas para fazer o mapeamento e avaliação da doença profunda, além de planejar a melhor estratégia cirúrgica. “Eles confirmam o diagnóstico, grau e demais detalhes da doença. Por meio deles, é possível saber qual é a melhor decisão para a paciente, se o tratamento será medicamentoso ou cirúrgico, e realizar um acompanhamento ao longo da vida”, afirma a Dra. Ana Luisa Alencar de Nicola, médica assistente da Santa Casa de São Paulo no setor de endoscopia ginecológica e endometriose, que será responsável pela palestra “Como Diagnosticar e Avaliar a Gravidade da Endometriose no Compartimento Posterior por US” durante o módulo de Imagem da Mulher da JPR 2019.

Por ser o maior evento de Diagnóstico por Imagem da América Latina e reunir um número expressivo de profissionais da área, a JPR 2019 foi escolhida para discussão e elaboração do consenso, que posteriormente será publicado em um periódico científico de alto impacto. “Os profissionais de diagnóstico por imagem, ao longo do tempo, aprenderam a reconhecer os sinais da endometriose e aperfeiçoaram esse conhecimento. Por conta do amadurecimento das técnicas, os radiologistas tornaram-se importantes aliados aos cirurgiões ginecologistas, auxiliando a reconhecer melhor a doença e, a partir disso, definir a melhor estratégia a ser utilizada no tratamento”, explica o Dr. Jacob Szejnfeld, professor titular do Departamento de Diagnóstico por Imagem da EPM-Unifesp e coordenador do módulo de Imagem da Mulher da JPR 2019. “Resolvemos organizar o consenso aproveitando a importância e grandeza da JPR, que congrega profissionais de todo o Brasil e de outros países do mundo”.

Durante o evento, também serão revelados os dados do estudo multicêntrico Comparação do gel vaginal e retal no diagnóstico da endometriose profunda. “O estudo foi realizado em conjunto com radiologistas da comunidade europeia – os resultados preliminares serão mais um auxílio para definir a melhor conduta durante a realização de um exame de ressonância magnética”, afirma a Dra. Suzan Menesce Goldman, professora associada e livre docente do Departamento de Diagnóstico por Imagem da EPM-UNIFESP.

O Consenso de Endometriose da JPR 2019 reunirá especialistas que lidam diariamente com a doença e as dificuldades técnicas dos exames para identificá-la e mapeá-la. Seu objetivo é padronizar não só a pesquisa, mas a interpretação e a linguagem em que é apresentada às pacientes e difundir entre os médicos qual é o mínimo necessário para realizar um bom exame.

Pixeon apresenta novas funcionalidades do PACS na JPR 2019

Artigo anterior

SulAmérica Saúde lança plataforma inovadora de gestão conectada para empresas clientes

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News