InovaçãoNewsNewsletter

Diagnósticos do Brasil lança novo teste para detectar resposta imunológica da COVID-19

0

O laboratório de apoio Diagnósticos do Brasil passa a realizar exames do Covid Neutralizante a partir desse mês. O teste, que será realizado inicialmente na sede de São José dos Pinhais, é feito pelo método de enzimaimunensaio e tem como objetivo a detecção de anticorpos neutralizantes do SARS-Cov-2.

Um anticorpo neutralizante é conhecido por defender uma célula de um patógeno ou de uma partícula infecciosa, neutralizando o efeito de contágio que o indivíduo possa vir a ter. Para casos de COVID-19 é importante entender como a vírus é estruturado. “O SARS-CoV-2 é um vírus de RNA de sentido positivo não segmentado e envelopado, responsável por causar a doença COVID-19, altamente contagiosa em seres humanos. O vírus contém várias proteínas estruturais, uma delas é conhecido como spike (S), essa proteína contém um domínio intitulado de Receptor-Binding Domain (RBD), e é o RBD é que atua no reconhecimento do receptor da superfície celular, enzima de convenção da angiotensina 2 (ACE2)”, diz Dr. Carlos Aita, médico patologista clínico do DB e responsável pela assessoria médica do laboratório.

O médico explica que a interação RBD com o receptor ACE2, leva a endocitose da célula hospedeiras, levando-a a morte. “Quando o corpo é infectado, inicia-se a produção de anticorpos no sangue, os anticorpos que são secretados fornecem proteção contra futuras infecções, já que permanecem no sistema circulatório por muito tempo. Esses anticorpos, chamados de neutralizante, se ligarão ao patógeno para bloquear as infiltrações celulares e suas replicações”, conclui Dr. Carlos.

Apesar de já existir vários exames sorológico para a Covid-19, a principal diferença é que exames como o IgG, IgA e IgTotal possuem sensibilidade para detectar se houve contato prévio com o vírus, mas não são específicos para os neutralizantes do SARS-CoV-2. Já o teste COVID NEUTRALIZANTE (NEUCOV) são baseados no RBD e na proteína Spike dos anticorpos totais (IgA, IgM e IgG), e tem 100% de sensibilidade e 93,3% de especificidade a partir do 8º dia de sintomas, chegando a 97,6% a partir do 15º dia e é indicado para pessoa que querem saber se possuem o anticorpo neutralizante no corpo ou para quem já tomou a vacina.

FDA autoriza o primeiro dispositivo de triagem baseado em aprendizado de máquina

Artigo anterior

Conexa Saúde passa a gerenciar 16 milhões de pacientes após união com a Psicologia Viva

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar