quarta-feira, fevereiro 21, 2024
Home News Ministério da Saúde antecipa entrega de 400 mil doses de insulina no SUS

Ministério da Saúde antecipa entrega de 400 mil doses de insulina no SUS

por Redação
0 comentário

Depois de cinco meses de intensivas ações junto ao setor farmacêutico, o Ministério da Saúde garantiu a antecipação de entrega de mais de 400 mil unidades de insulina análoga de ação rápida para o tratamento de pessoas que vivem com diabetes mellitus tipo 1. O quantitativo é resultado do pregão eletrônico e cujo contrato foi assinado na terça-feira, 20, após duas tentativas de aquisição frustradas por falta de propostas e adoção de medidas emergenciais por parte da pasta.
A previsão é que essa remessa seja distribuída para todos os estados e Distrito Federal a partir desta semana. A antecipação ocorreu após diálogo com a empresa produtora para garantir o abastecimento da rede para os cerca de 67 mil brasileiros que utilizam o medicamento pelo SUS.

Pelas regras do pregão, a empresa pode fazer a entrega do produto em até 60 dias após a assinatura do contrato. No entanto, diante da dificuldade de aquisição do medicamento e risco de desabastecimento, o Ministério da Saúde antecipou a entrega, garantindo o recebimento da insulina de ação rápida em menos de um mês após a conclusão do processo de compra.
Desde a incorporação da insulina análoga de ação rápida ao SUS, o Ministério da Saúde realiza sua aquisição de forma centralizada. No entanto, a Pasta vem enfrentando, nos últimos anos, dificuldade na compra do medicamento – reflexo também da escassez mundial do produto. Dois pregões para compra do medicamento com registro no país, o primeiro realizado em agosto de 2022 e o segundo em janeiro de 2023, não receberam propostas.

Preliminarmente, a partir do diálogo constante com as secretarias estaduais de saúde e do Distrito Federal e do monitoramento intenso dos estoques, o Ministério da Saúde, em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), promoveu ações de remanejamento do medicamento entre os entes federados, para manter o abastecimento igualitário na rede pública de saúde. Os estados também foram autorizados a comprar diretamente o insumo, com garantia de ressarcimento pelo governo.

Em seguida, diante do risco de desabastecimento do produto no SUS, e depois de dialogar com o setor farmacêutico, o Ministério da Saúde realizou compra emergencial e assinou contrato de aquisição internacional de 1,3 milhão de unidades de insulina análoga de ação rápida com a empresa Globalx Technology Limited. Essa compra foi autorizada pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia 5 deste mês, por unanimidade, e seguiu normativa prevista na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) n° 203/2017 da Anvisa, que dispõe sobre os critérios e procedimentos para importação, em caráter de excepcionalidade, de produtos com registro em renomadas agências internacionais vigilância sanitária.

A primeira remessa do medicamento deve começar a ser entregue ao Ministério da Saúde até o dia 9 de julho. As mais de 400 mil doses de insulina complementarão o abastecimento da rede, juntamente com as 1,3 milhão de doses da aquisição emergencial internacional. Com as duas aquisições, mesmo em um cenário de escassez mundial, o Ministério da Saúde garante o abastecimento ao SUS e o atendimento de todos os pacientes.

A insulina análoga de ação rápida foi incorporada no rol de medicamentos ofertados no Sistema Único de Saúde (SUS), em 21 de fevereiro de 2017, com indicação para o tratamento de pessoas que vivem com Diabetes Mellitus tipo 1 (DM1). O medicamento possui três representantes (asparte, lispro e glulisina) e apresenta ação mais rápida se comparada à insulina humana regular. A DM1 é uma condição crônica não transmissível e hereditária, que acomete entre 5% e 10% do total de pessoas que convivem com diabetes no Brasil.

Diante da dificuldade de aquisição, o Ministério da Saúde adotou diversas medidas para garantir o abastecimento da rede. Todo o estoque remanescente do medicamento foi distribuído para todos os Estados e o Distrito Federal atendendo às necessidades de cada ente federativo. As informações são do Ministério da Saúde.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside