News

Hi Technologies apresenta solução que traz resultados de exames laboratoriais em minutos

1

A Hi Technologies, empresa que desenvolve soluções tecnológicas para humanizar a área médica, anuncia o Hilab, primeiro serviço de telemedicina que realiza exames laboratoriais, como: HIV, vírus Zika, Chikunguya, dengue, hepatite, teste de gravidez, colesterol total, HDL, hemoglobina glicada, vitamina D, glicemia, dentre outros.

Quase indolor e bem mais rápido que os métodos tradicionais, o serviço Hilab, desenvolvido com tecnologias Microsoft e Intel, ele introduz uma nova categoria em análises clínicas que associa internet das coisas e inteligência artificial para acelerar o diagnóstico médico. O Hilab cabe na palma da mão e utiliza gotas de sangue do dedo do paciente para a coleta, possuindo um mecanismo menos invasivo.

“Nós estamos trazendo três grandes inovações: o primeiro tricorder¹ médico da história, um sistema de telemedicina totalmente disruptivo e uma nova tecnologia de big data para a saúde. O Hilab é um mix disso tudo. Ele traz o laboratório para a mão do médico e isso muda o cenário da saúde. Nós acreditamos que uma disrupção no sistema de exames laboratoriais tem o potencial de causar mudanças significativas de proporção mundial. Queremos ser o maior laboratório do mundo, sem ter nenhum posto de coleta”, explica Marcus Figueredo, CEO da Hi Technologies.

O funcionamento é simples: após a coleta do sangue, o mesmo é colocado em contato com os reagentes, dentro do dispositivo onde a amostra é “digitalizada” e transmitida instantaneamente via internet para a equipe de biomédicos da Hi Technologies. Após esse processo, os profissionais analisam e liberam o laudo validado, obedecendo padrões de qualidade, confiabilidade e precisão equivalentes aos métodos já disponíveis no mercado.

“O Hilab vai promover avanços importantes ao usar Inteligência Artificial Microsoft para transformar o processo de realização de exames médicos com mais rapidez e assertividade. Esse é um projeto que ajuda a colocar em prática nossa missão de empoderar pessoas e organizações a conquistarem mais e também de democratizar a Inteligência Artificial. E, neste caso, em uma área essencial, que é a saúde”, diz Priscyla Laham, vice-presidente de vendas ao consumidor da Microsoft. A contribuição da Microsoft ao projeto da Hilab se dá por meio da plataforma de nuvem Azure, pelos dispositivos com Windows 10 IoT (Internet das Coisas) e também pela disponibilização de algoritmos de machine learning (aprendizado de máquina) para a análise laboratorial com base em diversos parâmetros pré-estabelecidos.

Com essa tecnologia inédita mundialmente, o médico poderá obter os resultados dos exames laboratoriais no momento da consulta ou em poucos minutos após o término. Para Mauricio Ruiz, diretor-geral da Intel Brasil, este é um bom exemplo de como as soluções tecnológicas podem oferecer novas formas para os diagnósticos e tratamentos médicos, fornecendo agilidade e inclusão de mais pessoas no sistema. “Acreditamos que essas colaborações focadas em saúde são essenciais para melhorar a vida das pessoas e, com essa parceria, reforçamos o nosso desejo de contribuir para o desenvolvimento das empresas locais”.

De acordo com a ANS (Agência Nacional de Saúde), o mercado brasileiro de medicina diagnóstica movimenta cerca de R$ 25 bilhões ao ano. “Estamos entusiasmados com o universo de possibilidades do Hilab, que proporciona vantagens incríveis a pacientes, podendo também ser uma grande oportunidade para pontos de atendimento, como farmácias e hospitais, ampliarem a prestação de serviços. O mercado de exames laboratoriais é enorme e estamos atuando em conjunto com a da Hi Technologies para conquistar uma fatia do segmento”, relata Hélio Rotenberg, CEO da Positivo Tecnologia.

A Hi Technologies buscará atuar junto aos consultórios médicos, provendo uma carteira crescente de exames a preços mais competitivos do que os praticados por laboratórios tradicionais. Além das diversas inovações tecnológicas, o serviço Hilab, se comparado à atual realidade no segmento, muda a logística, excluindo etapas que reduzem o engajamento do paciente, retardam o diagnóstico médico e encarecem o processo.

A agilidade no diagnóstico é importante, já que 70% das decisões médicas se baseiam nos resultados desses exames. Com o Hilab, o paciente não precisa retornar ao consultório para ter acesso ao laudo. Por isso, o lançamento inova o modelo de negócio, trazendo conveniência e menor custo, principais requisitos para um movimento de ruptura, sendo uma inovação radical oferecida pelo Brasil para o mundo todo.

(1) Um tricorder médico (termo usado na ficção cientifica) é um dispositivo portátil de mão para escaneamento que pode ser utilizado por qualquer pessoa, servindo para autodiagnosticar condições médicas, em questão de segundos, e coletar sinais vitais básicos.

Quando a Ficção se torna realidade na Saúde Digital – Parte 2

Artigo anterior

Startup Easy Care Saúde contabiliza 10 mil atendimentos de serviço médico domiciliar

Próximo artigo

1 Comentário

  1. […] Lançado em 2017, a Hilab é o primeiro serviço de telemedicina diagnóstica do País e já estava disponível em grandes redes de farmácias como Pague Menos, Panvel, Nissei, Drogaria Araújo e Promofarma, mesmo antes da pandemia. A Hilab é um laboratório de análises clínicas que une o conhecimento dos melhores profissionais de saúde a tecnologias como a Inteligência Artificial (IA), Computação em Nuvem e Internet das Coisas para garantir exames com resultados rápidos e os mais rigorosos padrões de qualidade. Com três gotas de sangue, o laboratório portátil permite realizar hoje 20 exames, entre eles, HIV, dengue, zika e hepatite, a partir de qualquer local. Expectativa da empresa é ampliar número de testes disponíveis ao público e parceiros para cerca de 100 exames. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News