News

BD traz ao Brasil robô de última geração para gestão de medicamentos em farmácias e hospitais

0

A BD traz ao Brasil o BD Rowa Technologies, uma solução inovadora que alia tecnologia e eficiência para revolucionar a gestão de medicamentos em ambientes hospitalares e farmácias. O equipamento também automatiza o processo de armazenamento, separação e a distribuição de remédios, auxiliando na redução de desperdícios, pois monitora a dosagem e a data de validade das medicações.

A solução integrada agiliza o controle e otimiza a organização interna das farmácias, diminuindo os gastos com a manutenção de estoque. O robô é desenvolvido com tecnologias que aprendem as práticas diárias de distribuição, operando de maneira inteligente e de acordo com a demanda. Além disso, ele atualiza automaticamente o estoque, de modo a melhorar a velocidade e a precisão da distribuição (30 segundos é o tempo necessário para que o robô faça a coleta do medicamento e os disponibilize ao farmacêutico ou atendente através de um dispenser instalado no próprio balcão de atendimento).

A reposição dos medicamentos é feita com base em um relatório, produzido pelo robô, que determina o volume de saída de cada produto do estoque, além disso ele analisa também as datas de vencimento. Outro ponto importante é que o equipamento possui um refrigerador que armazena os medicamentos que necessitam de temperaturas controladas, além de manter estável o clima do ambiente onde estão todos os outros remédios.

“Essa é uma solução integrada de automação, que proporciona às farmácias o controle completo do processo de distribuição, garantindo a conformidade e tranquilidade. O potencial para gerar maior produção e entregar maior eficiência. O BD Rowa Technologies permite que adotem tecnologias do futuro sem medo ou apreensão. Isso irá melhorar significativamente a eficiência da distribuição e proporcionar benefícios consideráveis de economia de custos a longo prazo”, esclarece Juan Carlos Esquivel, diretor da área de Medication Management Systems da BD.

Ademais, com essa a tecnologia, o farmacêutico leva menos tempo armazenando e buscando por medicamentos, podendo se dedicar em um atendimento mais personalizado e ágil. Assim, o cliente da farmácia conta com mais atenção do profissional e, principalmente, com a segurança de que está recebendo os medicamentos corretos e, principalmente, dentro da data de validade. Um levantamento feito na Alemanha, país com maior número de robôs como o Rowa, mostra que os estabelecimentos que possuem essa automação digital são capazes de dedicar quase 100% do tempo dos profissionais em um atendimento mais especializado ao cliente.

Hospitais

Em hospitais, o BD Rowa Technologies atua como uma plataforma de gerenciamento de medicamentos, integrando a enfermagem, farmácia e TI, e todos os seus processos: desde o pedido e a logística até o armazenamento e distribuição aos pacientes. Desta forma, garante a disponibilidade, segurança e rastreabilidade desde o primeiro uso pelo paciente, e até mesmo depois de sua alta médica. Ou seja: mesmo após a liberação, é possível detectar qual paciente fez uso de qual lote do medicamento, com exatidão da dosagem e se houve algum tipo de reação; um prontuário médio completo, com todos os detalhes do tratamento e disponível a alguns cliques. “A solução permite que a dosagem correta do medicamento seja utilizada pelo paciente certo, além de evitar a contaminação do remédio no ambiente hospitalar”, assegura Esquivel.

Nesse ambiente, o robô administra os medicamentos, juntos ao paciente, em três fases: admissões, preparações e dispensação. Além de evitar erro humano na manipulação de doses, o Rowa garante a redução de custos com medicamentos extras.

Com essa modernização, a BD amplia seu portfólio de serviços e tecnologias para o segmento de gestão médica. O objetivo é agilizar o controle e aperfeiçoar a organização interna dos hospitais, diminuindo os gastos e reduzindo os riscos para erros de dosagem. “Somos uma companhia que estuda e investe em novas tecnologias médicas. Para nós, trazer o Rowa para o Brasil é importante para a contribuição no aumento da segurança e da ordem dos sistemas em hospitais e farmácias”, conclui Esquivel.

Startup cria dispositivo que “antecipa” risco de quedas de pacientes

Artigo anterior

ANS abre consulta pública para atualizar Programa de Acreditação de Operadoras

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News