NewsNewsletter

Ramboll usa tecnologia para dar suporte emocional aos colaboradores

0

A Ramboll Brasil, braço no País de uma das maiores consultorias ambientais do mundo, tem obtido retorno positivo com as medidas na área de recursos humanos adotadas para o enfrentamento da pandemia. As iniciativas incluíram antecipação de bônus aos colaboradores, manutenção de todos os postos de trabalho, acompanhamento e suporte às condições de saúde e psicoemocionais da equipe, que está trabalhando remotamente.

O app desenvolvido pela empresa permite medir as expectativas, ânimo e eventuais problemas dos profissionais, favorecendo o diagnóstico sobre o suporte a ser dado a cada um deles, explica Eugenio Singer, presidente da Ramboll no Brasil. A mais recente tabulação dos dados mostra que 56 colaboradores gostariam de permanecer em home office até que seja possível restabelecer com total segurança o trabalho presencial. Trinta dizem que podem aguardar as condições adequadas e estratégias de transição para o retorno ao escritório e oito querem voltar o mais rapidamente possível.

As respostas foram dadas por 95 colaboradores da empresa. “Dado significativo é que há somente um caso confirmado de Covid-19 em toda a equipe, evidenciando o êxito da estratégia de trabalho remoto e o cuidado que cada pessoa está tomando para evitar o contágio”, frisa Singer. Oitenta e sete não apresentaram sintomas da doença, que apareceram em sete funcionários, mas sem confirmação.

Dentre os respondentes, 63,16% relatam estar bem de saúde e motivados; 26,32% estão bem de saúde, mas não tão motivados em relação ao seu estado no início da pandemia; 7,35% estão motivados, porém com algum problema de saúde; e 3,16% manifestam estar com problemas nos dois indicadores.

A grande maioria (87 profissionais) não entrou em contato com pessoas infectadas ou com suspeita da enfermidade. Cinco, sim, dois relatam a presença de pacientes com coronavírus em vizinhos e um diz não saber, pois fez um serviço externo no qual interagiu com pessoas. Sessenta e quatro não tomaram vacina contra a gripe este ano e 31, sim.

CPQD e wconnect desenvolvem solução blockchain voltada à segurança de receitas médicas digitais

Artigo anterior

Grupo Fleury cria Saúde iD baseada na ciência de dados

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News