quarta-feira, junho 19, 2024
Home Inovação Einstein implementa I.A para triagem de pacientes

Einstein implementa I.A para triagem de pacientes

por Redação
0 comentário

O Einstein conquista o prêmio Eye on Innovation for Healthcare & Life Sciences, promovido pela Gartner, com o Neonpass Room, um aplicativo que utiliza inteligência artificial (I.A) para direcionar as solicitações dos pacientes diretamente ao setor responsável por cada demanda, otimizando o trabalho da equipe de enfermagem e permitindo que esses profissionais se concentrem no cuidado de saúde essencial. Desenvolvida pela HOOBOX Robotics, que integra o ecossistema da Eretz.bio, hub de inovação do Einstein, a ferramenta oferece ainda detalhes sobre cada pedido, demandas da equipe e dados operacionais.

Na Unidade Einstein Morumbi, a plataforma está presente nos setores da ortopedia e pediatria e, até o momento, já direcionou 54% do volume de pedidos não assistenciais feitos à equipe de enfermagem. Isso se deve ao fato de que as solicitações de alimentação ou manutenção de quarto, que representam grande parte dos motivos pelos quais os enfermeiros são acionados, passaram a ser encaminhados diretamente para a cozinha ou hotelaria, por exemplo, por meio de um sistema intuitivo que pode ser acessado via smartphone ou tablet, dando mais autonomia ao paciente.

A solução conta ainda com uma infraestrutura de análise de dados, ajudando a entregar insights consolidados sobre performance dos atendimentos, mapas de calor, oportunidades de otimização de processos operacionais, otimizando o remanejamento de time, de forma mais dinâmica, além de trazer maior segurança na área de dados.

“É uma honra para nós ser o único hospital da América Latina a receber este prêmio tão importante. O Einstein tem um papel relevante no cenário da saúde no país e isso passa pela sua atuação vanguardista de desenvolver soluções inovadoras capazes de impactar, positivamente, tanto as rotinas dos profissionais da área quanto dos pacientes, gerando uma experiência positiva para ambos”, explica Cláudia Laselva, Diretora da Unidade Hospitalar Morumbi e de Práticas Assistenciais do Einstein.

Estudos indicam que mais de 50% dos acionamentos em hospitais não necessitariam da intervenção da enfermagem, como copos de água, travesseiros extras e retirada de bandeja. Para os outros 50%, a eficiência no atendimento poderia ser aprimorada se o posto de enfermagem recebesse informações claras e diretas sobre a natureza de cada solicitação. A tecnologia, criada pela startup, foi acelerada na Eretz.bio, hub de inovação do Einstein.

“Desenvolvemos uma tecnologia que se adapta aos processos de cada hospital e, com isso, resolvemos uma grande dor do setor que é desenvolver uma tecnologia adaptativa que traga eficiência operacional e assistencial para a organização e tire uma carga desnecessária da enfermagem, resultando em uma melhor experiência para o paciente”, explica Cláudio Pinheiro, diretor de operações da Hoobox.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias