NewsNewsletter

Cursos gratuitos para área de saúde ocular estão com inscrições abertas

0

Três cursos para capacitação na área de saúde ocular estão com inscrições abertas. As aulas são à distância e gratuitas, destinadas a profissionais de saúde. O primeiro deles é o “Atenção na identificação precoce de deficiências em crianças por meio de Triagem Auditiva Neonatal (TAN) e Triagem Ocular Neonatal (TON)”. O curso tem 10 mil vagas disponíveis e as inscrições começaram na quinta-feira, 5.

Com carga horária de 30 horas, o curso proporciona ao aluno a oportunidade de reconhecer os fatores de risco da deficiência auditiva e visual para recém-nascidos, bem como compreender as etapas para realização da TAN e TON, acompanhamento e monitoramento dos marcos do desenvolvimento da criança após os testes de triagem neonatal. As inscrições terminam no dia 31 de outubro. Clique aqui para mais informações.

Outro curso é “Oftalmologia na atenção básica à saúde”. Com carga horária de 60 horas, visa ampliar a capacidade de resolução clínico-oftalmológica na atenção básica à saúde. O curso apresenta orientações para a organização do serviço e do processo de trabalho profissional, bem como aponta procedimentos para encaminhamento a níveis secundários e terciários de atenção oftalmológica. As matrículas estão abertas desde 28 de março e seguem até 28 de novembro. Até agora, 4,1 mil pessoas já foram capacitadas. Clique aqui para mais informações.

Por último, há o curso “Qualificação em triagem ocular”. Disponível desde 2016, 4,5 mil pessoas já se matricularam na habilitação, que segue com as inscrições abertas por tempo indeterminado. A capacitação, que tem carga horária de 10 horas, aborda conteúdos específicos para orientar médicos da Atenção Básica e da Atenção Especializada quanto ao acompanhamento e o monitoramento da saúde ocular, bem como a realização da triagem ocular neonatal ou teste do olhinho. O curso é composto por três unidades, sendo a primeira “Aspectos anatomofisiológicos do olho humano”, a segunda “Triagem visual” e a terceira “Teste do reflexo vermelho”. Clique aqui para mais informações.

Uso de IA para prever mortalidade por sepse supera método convencional

Artigo anterior

BP abre inscrições para evento Algoritmos Globais em Oncologia e Hematologia

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News