quinta-feira, abril 18, 2024
Home Artigos Saiba como a cultura organizacional impacta funcionários e toda a experiência do paciente

Saiba como a cultura organizacional impacta funcionários e toda a experiência do paciente

Por Matheus Garutti, líder de pessoas, cultura e sustentabilidade na Vision One

por Matheus Garutti
0 comentário

Cultivar uma cultura organizacional sólida vai além de simplesmente definir valores, ideias e estampá-los na parede: é muito mais sobre ações – a teoria aplicada ao dia-a-dia. Enquanto estratégia é, em grande parte, sobre como desenhar (e implementar) soluções e dinâmicas capazes de influenciar a forma das pessoas se relacionarem, bem como as tomadas de decisão do cotidiano.

Para além do benefício claro e imediato que uma cultura sólida saudável tem na promoção de um ambiente de trabalho mais leve para todos os seus colaboradores, principalmente no contexto de prestadores de serviço da saúde – como hospitais, clínicas e centros de atendimento integrados com interação direta com o público – essa cultura não apenas impacta o ambiente interno da organização, como também a experiência subjetiva de cada paciente.

Afinal, como esperar da Raquel, atendente da central telefônica, uma conversa atenciosa na ligação com o “seu Pedro” se o Cristiano, seu gestor, nem “Bom dia” costuma lhe dar (quanto mais feedback)? Ou então querer ser recebido com um sorriso no rosto – mesmo que percebido através das sutis marcas de expressão no cantinho dos olhos, logo acima da máscara – do Felipe, auxiliar de enfermagem, que nunca foi celebrado e reconhecido pela Paula, chefe da equipe médica assistencial?

Neste sentido, não tem solução fácil ou passe de mágica. Tem sim muita reflexão e intencionalidade para pavimentar o caminho no sentido do que se acredita.

É muito sobre

  • Buscar oferecer os benefícios adequados, para além das previsões legais – ou seja, conhecer melhor suas pessoas;
  • Cuidar para que se tenha relações de qualidade entre os colaboradores – administrativo, médicos e equipes assistenciais, manutenção e limpeza.. todos;
  • Investir em um espaço de trabalho agradável para as equipes (inclusive administrativa, muitas vezes praticamente invisível aos olhos do público externo);
  • Ter pessoas – principalmente, lideranças – que acreditem e sejam, na prática, a representação dessas crenças

Sim, sobre verbos no infinitivo. Pois cultura é muito mais do que crença, é ação.

E que fique para você, investidor/gestor da área da saúde, que pensar em cultura vai além do compromisso com o bem-estar das pessoas (que por si só já poderia ser razão suficiente). É também compromisso com a jornada do paciente – e, portanto, com o sucesso do seu negócio.

E você, já agiu em cultura hoje?

Matheus Garutti atua como líder de pessoas, cultura e sustentabilidade na Vision One, sendo responsável por estratégias de bem-estar das pessoas, ambientes mais saudáveis e a agenda ESG do grupo.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside