Home News Schneider Electric e Faculdade Albert Einstein fecham parceria para a construção de edifício sustentável

Schneider Electric e Faculdade Albert Einstein fecham parceria para a construção de edifício sustentável

por Redação
0 comentário

A Schneider Electric firmou parceria com a Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein para auxiliar na construção de um centro de pesquisa universitário mais sustentável e tecnológico.

O edifício foi projetado para ser um marco arquitetônico em São Paulo, com a prerrogativa de ser sustentável com selo Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), além disso, para ter laboratórios de pesquisas de alto padrão, assim como salas de aula que se igualam a um hospital e treinamentos de operações cirúrgicas com robôs de altíssima sensibilidade.

O Hospital Albert Einstein já conta com os serviços de elétrica e automação da Schneider Electric, além de um gerente de contas e um arquiteto de soluções da companhia dedicados aos desafios. “A grande novidade dessa parceria é que, pela primeira vez, fomos convidados a participar do projeto desde o princípio, apoiando em vários temas relevantes, como na busca por um edifício realmente sustentável, resiliente, eficiente do ponto de vista da operação, confortável para os alunos e capaz de atrair os talentos globais de pesquisa”, destaca Patrícia Lombardi, líder do Segmento Edificações para a América do Sul da Schneider Electric.

“O nosso objetivo é entregar, à cidade de São Paulo, um centro de excelência em estudos e pesquisas na área da educação altamente tecnológico para propiciar, a alunos e pesquisadores, um ambiente limpo, seguro e com uma infraestrutura robusta”, ressalta Regis Gund, especialista em Projetos de Infraestrutura do Albert Einstein.

Para isso, a Schneider Electric elaborou um projeto com tecnologias utilizadas em hospitais mundiais, que irá utilizar Machine Learning e Inteligência Artificial aplicadas nas áreas de sustentabilidade, eficiência energética, detecção de distúrbios elétricos e melhorias no conforto dos ocupantes.

A implementação conterá: salas de aula automatizadas, permitindo que professores possam controlar a iluminação, temperatura, cortinas, som e imagens; monitoramento da qualidade de energia para salvaguardar delicados robôs cirúrgicos de alta precisão; e controle do uso de água e eletricidade.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias