quarta-feira, junho 19, 2024
Home Gestão Hub de saúde desenvolve solução de looping EDI para farmácias

Hub de saúde desenvolve solução de looping EDI para farmácias

por Redação
0 comentário

Os sistemas de controle de estoque das farmácias são capazes de gerar arquivos ou relatórios mostrando quais itens precisam ser repostos para que não haja ruptura nas vendas. Com a informação em mãos, basta formalizar o pedido de compra com o distribuidor de preferência. Caso esse distribuidor não tenha o produto disponível, faz-se o looping do pedido para um segundo Distribuidor e assim sucessivamente, sempre que necessário. Parece prático, mas imagine uma rede de farmácias com dezenas ou centenas de itens que necessitam de reposição diariamente? De tão trabalhosa, a atividade consome horas dos responsáveis pelas comparas que poderiam estar sendo dedicadas à elaboração de novas estratégias de vendas para os consumidores com base nas negociações realizadas, aumentando o volume de negócios e lucratividade da farmácia.

Para resolver esse problema, a InterPlayers,  hub de negócios da saúde e bem-estar, disponibiliza a solução Looping EDI, que interage digitalmente com o Pharmalink, marketplace B2B mais acessado pela comunidade de negócios do setor, enviando os pedidos para o primeiro distribuidor selecionado e mediante a resposta, novo pedido dos itens não atendidos pelo primeiro e assim sucessivamente.

“A solução vem para otimizar o processo de compras das farmácias, automatizando o processo e gerando mais dados para análise e tomada de decisão das Indústrias, junto aos PDVs ou distribuidores”, explica Rodrigo Ferreira, gerente das verticais comercial e trade, da InterPlayers.

Segundo ele, o Looping EDI é tão eficiente que se o primeiro fornecedor atende um pedido de forma parcial, o sistema aceita, faz a compra e a quantidade faltante solicita ao segundo fornecedor, mantendo o processo de looping.   Ele explica que é o próprio gestor da rede de drogarias quem define a sequência de busca de fornecedores, conforme sua preferência.

EDI é a sigla em inglês para intercâmbio eletrônico de dados. Trata-se de um tipo de interface de comunicação entre sistemas usados na operação logística que permite a integração e a transmissão de dados entre empresas, mesmo que cada uma possua softwares distintos.

Segundo Rodrigo, existem outros sistemas de looping no mercado, mas o desenvolvido pela InterPlayers é o único no setor farmacêutico que funciona no EDI. E isso é uma vantagem porque, além de agilizar o processo de compra das farmácias, resolve uma grande dor da indústria, que é saber onde há rupturas.

“Por meio de relatórios e dashboards, nossa solução permite que à indústria tenha dados e faça análise para a tomada de decisão e ação para melhorar o processo. Looping EDI possui características, que permitem a identificação do pedido original ou secundário, além do motivo de não atendimento. E esse conhecimento é importante para que a indústria possa corrigir possíveis falhas logísticas, que fazem com que o distribuidor não consiga atender o varejo”, explica.

Apesar de se tratar de um sistema que beneficia toda a cadeia, o Looping EDI é uma solução focada na indústria — segmento que compra a solução e faz a implantação para se conectar à rede. “A indústria faz enormes investimentos na promoção médica dos medicamentos e divulgação dos demais produtos e não deseja ver todos estes esforços se perderem pela ruptura no PDV, e o looping EDI é a solução pela busca da ruptura zero”, afirma Rodrigo.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias