quinta-feira, maio 30, 2024
Home Inovação Hospital Edmundo Vasconcelos alcança a marca de 100 cirurgias robóticas

Hospital Edmundo Vasconcelos alcança a marca de 100 cirurgias robóticas

por Redação
0 comentário

O Hospital Edmundo Vasconcelos alcançou em abril a marca de 100 cirurgias robóticas realizadas em menos de 9 meses com a plataforma ativa, representando um marco importante de posicionamento de mercado e inovação. O Hospital passou a realizar as cirurgias desse modelo com a aquisição do robô Da Vinci Xi, no final de junho de 2023. Entre as especialidades são destaque a urologia, ginecologia, cirurgia geral e cirurgia do tórax.

A tecnologia representa uma evolução em relação à cirurgia por vídeo chamada de videolaparoscopia. “A cirurgia robótica é uma evolução da cirurgia laparoscópica convencional. Realizamos as cirurgias com o auxílio do robô e com isso conseguimos conferir diversas vantagens aos nossos pacientes. Isso envolve uma cirurgia mais segura, mais precisa, com menor taxa de sangramento e que possibilita uma recuperação mais rápida para os pacientes com melhora inclusive dos resultados funcionais. Na urologia, por exemplo, conseguimos melhores taxas de recuperação de função sexual e de incontinência urinária”, destaca o urologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, Jorge Wilson.

O gastroenterologista do hospital, Gabriel Garbato, explica quais são as principais funcionalidades e benefícios dos procedimentos robóticos. “O objetivo da cirurgia robótica é melhorar o acesso a estruturas mais delicadas e a locais de mais difícil acesso, melhorar o conforto do cirurgião, com mais ergonomia e a presença de movimentos mais precisos, além de trazer uma série de artifícios que permitem melhorar a qualidade cirúrgica”, destaca.

O robô Da Vinci Xi se difere em relação à qualidade técnica por possuir a capacidade de fornecer uma visão tridimensional mais clara e nítida do local da cirurgia. Seus braços robóticos são mais precisos e estáveis, para uma manipulação delicada dos tecidos durante a cirurgia.

O proctologista Fernando Concilio Mauro, detalha que todos esses benefícios impactam diretamente na recuperação do paciente no pós-operatório. “As pinças utilizadas para a cirurgia são seguradas pelo robô então não há tremores. Há mais delicadeza, porque elas dobram na ponta. Com isso, o trauma é muito menor, a barriga do paciente não tem lesão, não machuca”, detalha.

“A cirurgia é feita de maneira minimamente invasiva, através de pequenos orifícios são colocados os braços mecânicos no paciente. Isso traz uma recuperação muito mais rápida e com menos dores para os pacientes”, ressalta Mario Claudio Ghefter, cirurgião torácico.

Para o procedimento robótico, há uma equipe treinada, composta por um médico cirurgião, enfermeiro, técnico do equipamento, anestesistas e funcionários de suporte à sala de cirurgia. “Cada tipo de cirurgia tem a sua particularidade e no hospital passamos por um treinamento completo que visa minimizar as surpresas e otimizar as habilidades dessas tecnologias”, afirma o ginecologista Vinicius de Borba Marthental.

A meta do hospital é seguir ampliando a capacidade de receber cirurgias robóticas e abranger novas especialidades. “Nosso objetivo também é a captação de mais médicos especialistas para que fiquem sabendo da disponibilidade de estrutura do centro cirúrgico e da plataforma robótica e assim tragam suas cirurgias para o Edmundo Vasconcelos. Esse investimento reforça nosso compromisso em oferecer cuidados de saúde de alta qualidade e avançar na vanguarda da medicina e tecnologia de última geração”, finaliza o diretor geral do Hospital Edmundo Vasconcelos, Dario A. Ferreira Neto.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias