sexta-feira, abril 19, 2024
Home Gestão Após crescer 150 vezes em três anos, Conexa mira na geração de caixa

Após crescer 150 vezes em três anos, Conexa mira na geração de caixa

por Claudiney Santos
0 comentário

A Conexa, um dos maiores ecossistema digital de saúde da América Latina, multiplicou seu faturamento em 150 vezes do início da pandemia (março de 2020) até o fim de 2022. A meta a partir de agora, com o incremento de receitas, é deixar a startup ainda mais sustentável, aumentando a geração de caixa para que a empresa se consolide, definitivamente, na liderança do mercado nacional de saúde digital.

A informação é de Guilherme Weigert, CEO e cofundador da Conexa, acrescentando que “para 2023 projetamos crescimento orgânico de faturamento em cerca de 50%. Nossa sustentabilidade no mercado pode ajudar a impulsionar um novo modelo de cuidados para o País, com soluções digitais integradas focadas na saúde preventiva emocional e física”.

Um dos segmentos prioritários da Conexa será de serviços de saúde populacional, onde contas com mais de 2 milhões de vidas administradas e uma rede de mais 7 mil profissionais. “Devido às consequências da  Covid, muitas empresas buscaram alternativa para planos de saúde empresariais tradicionais e também algumas operadoras de saúde fizeram parceria com a Conexa para prestação de serviço”, diz Weigert

A Conexa conta hoje com consultas online (pronto atendimento, consultas agendadas em mais de 30 especialidades, psicólogos e nutricionistas). Adicional ao teleatendimento, programas longitudinais de saúde foram desenvolvidos para tratar questões de forma multidisciplinar e ao longo da vida do paciente. Dando apoio a todos esses serviços, a empresa trabalha fortemente com inteligência de dados e expertise em medicina.

De 2017 (ano que surgiu) a 2022, a startup recebeu investimentos de mais de R$ 300 milhões que foram direcionados para tecnologia de health analytics, produto e força de trabalho com o intuito de expandir suas soluções.

A Conexa busca trabalhara com inteligência de dados e protocolos que possibilitam ao cliente tomar a melhor decisão para gerenciar a sua saúde populacional. “Isso vai mudar o jeito que as empresas fazem saúde, no longo prazo, com a criação de uma estrutura que desonera o sistema como um todo”, disse o CEO da Conexa.

Saúde digital

A alta procura das pessoas por clínicas e hospitais tem causado o aumento de crise no sistema suplementar de saúde. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) registrou prejuízo operacional de R$ 11,5 bilhões no setor, em 2022. Este valor impactou diretamente nos reajustes dos planos de saúde.

“A saúde digital pode ser uma das soluções para desafogar esta crise”, afirmou Weigert. “Mais de 90% das pessoas que passam pelo Pronto Atendimento Virtual da Conexa, por exemplo, não precisam de atendimento presencial, o que contribui para diminuir custos das consultas em até 80%”, emendou.

Estudos internos da empresa apontam também que as pessoas que experimentam as consultas online criam hábito e retornam para esse tipo de serviço “Nosso trabalho é reconhecido pela alta qualidade, com NPS (índice de satisfação) acima de 90”, finaliza Weigert.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside