NewsNewsletter

Com novas restrições de isolamento, Cia da Consulta cresce 20% em março

0

As novas restrições de isolamento social vêm trazendo mais resultados para a área da saúde. A Cia da Consulta, rede de medicina inteligente que oferece serviços integrados com alta tecnologia e qualidade médica, registrou no mês de março um aumento de 20% no número de consultas de telemedicina nas mais de 40 especialidades que a rede oferece.

De acordo com Felipe Folco, médico e diretor da Cia. da Consulta, a telemedicina foi a saída para que as pessoas não deixassem a saúde de lado e continuassem com tratamentos médicos e acesso a consultas. “Houve uma grande mobilização para garantir o seguimento dos pacientes à distância, com desenvolvimento de telemedicina e ferramentas de monitorização remota. É preciso oferecer uma rede preparada com as melhores opções para os que procuram se cuidar de forma acessível e segura”, explica.

Uma das pioneiras no oferecimento da prática de medicina remota, a companhia comercializou durante um ano mais de 60.000 consultas em todo o país. E quanto aos documentos que necessitam ser enviados aos pacientes, existem dois formatos: receitas e atestados são digitalizados e aqueles que não podem ter assinatura digital são entregues para o paciente em sua residência. “É importante destacar que todo o sistema utilizado é desenvolvido por nós e garante total sigilo para o paciente. Além disso, tudo é muito acessível para diversas faixas etárias”, conta Folco.

A facilidade da teleconsulta, impulsionada pela qualidade do atendimento, fazem com que a prática seja muito mais aceita hoje em dia. “A telemedicina veio para ficar e temos investido em tecnologia para atendermos 100% no também no formato online. Com isso, percebemos uma evolução muito grande no nível de satisfação dos nossos clientes que é de 82% entre aqueles que já utilizam a tecnologia. Estamos caminhando para sermos uma referência no setor”, contextualiza Folco.

Além da telemedicina, a Cia. da Consulta também possui clínicas para atendimento presencial. Atualmente, são nove unidades em São Paulo e na Região Metropolitana. “A localização das clínicas foi escolhida de forma estratégica para atender os pacientes que vêm de várias localidades e regiões da cidade e que necessitam do atendimento presencial”, finaliza.

Evento discute importância da interoperabilidade para melhorar serviços de saúde

Artigo anterior

Saiba como os dados podem definir o sucesso dos seus negócios

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News