quarta-feira, maio 22, 2024
Home Gestão Com investimento de R$ 25 milhões, BP triplica capacidade de procedimentos com robôs cirúrgicos

Com investimento de R$ 25 milhões, BP triplica capacidade de procedimentos com robôs cirúrgicos

por Redação
0 comentário

A BP – Beneficência Portuguesa de São Paulo, um dos principais hubs de saúde de excelência do país, está investindo R$ 25 milhões na ampliação do seu parque tecnológico. A partir do mês de dezembro, a instituição passa a atuar com dois novos robôs cirúrgicos, o Intuitive Da Vinci X e o Versius, da CMR Surgical, no hospital BP, que se somam ao robô Intuitive Da Vinci Xi Surgical System, em operação no BP Mirante desde 2018. Um terceiro robô Versius completa as novas aquisições da instituição e será dedicado exclusivamente ao treinamento de profissionais na nova tecnologia recém introduzida no país.

“Estamos mais uma vez reafirmando o compromisso da BP com a inovação. Em busca da saúde e do bem-estar dos nossos clientes, entendemos que o futuro requer investimentos em tecnologia para garantir cirurgias minimamente invasivas com melhor qualidade, melhores resultados e menor custo, aliando isso a um forte projeto de ensino e pesquisa. Assim teremos coleta de dados, análises de qualidade com auxílio da inteligência artificial e avaliação de resultados para trazer a melhor medicina para os nossos clientes”, conta Denise Santos, CEO da BP.

O novo modelo Intuitive Da Vinci X é um robô da quarta geração de sistemas cirúrgicos da Vinci. Com um design otimizado, ele trabalha com uma angulação de 120º em relação ao seu ponto da câmera, o que aumenta sua capacidade de ação, oferecendo o acesso a todas as cirurgias que o robô faz hoje em relação à tecnologia.

A outra novidade é o robô Versius, da healthtech britânica CMR Surgical. Com quatro braços robóticos que imitam o movimento humano, de alta articulação, seus módulos independentes permitem que o cirurgião use apenas o número de braços necessários para um determinado procedimento. Com menos de 650 quilos, pode ser transportado para qualquer sala cirúrgica e seus materiais são rapidamente reprocessados, com esterilização em autoclave. São diferenciais que otimizam o número de cirurgias a serem realizadas no mesmo dia.

“Comemoramos 100 sistemas Versius instalados em 14 países, com um total de cinco mil procedimentos cirúrgicos realizados, desde 2014. O Brasil é o 11º país a introduzir o sistema. Nossa missão é democratizar a cirurgia robótica e ficamos muito satisfeitos de fechar uma parceria com uma instituição de renome como o Hospital BP (BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo). Chegamos para ficar”, diz Mario Ferradosa, gerente geral da CMR Surgical na América Latina.

Democratização da robótica

De acordo com o médico Gustavo Guimarães, coordenador do programa de cirurgia robótica da BP, a chegada dos novos robôs permitirá que a instituição ofereça ainda mais acesso a este tipo de procedimento e para outras camadas da população. “Estamos democratizando a cirurgia robótica. Este é um diferencial da BP, que agora oferece o procedimento na sua unidade BP Mirante e também no Hospital BP, diversificando as máquinas e as tecnologias”, diz.

A instituição ultrapassou no último mês de setembro a cirurgia robótica número 1.000. A expectativa da BP é dobrar até o final do primeiro semestre de 2023 o número de procedimentos mensais via robôs, saltando de 35-40 para 75-80 cirurgias robóticas por mês. E até o final do próximo ano, com os três robôs operando plenamente, a meta é atingir de 100 a 150 operações robóticas por mês. “Com a ampliação, triplicaremos nossa capacidade nesse tipo de cirurgia e poderemos atuar em todas as frentes da medicina, ampliando o acesso a procedimentos como cirurgias de hérnias e histerectomia para uma parcela da população que antes não tinha acesso, por exemplo”, explica o coordenador da robótica.

Hoje a BP atua com seis grupos de Oncologia especializados em cirurgia robótica: mama/ginecologia, cabeça e pescoço, melanoma/sarcoma, aparelho digestivo, urologia e tórax. Como centro formador de profissionais de cirurgia robótica, a instituição pretende agora ampliar a capacitação do seu time de médicos e de outros mercados. “Como centro de referência, a BP passa a oferecer treinamento em várias tecnologias liberadas e aprovadas no Brasil em cirurgia robótica – as plataformas X e Xi®?, além do robô Versius®”, lembra o médico Gustavo.

Desde o início das cirurgias robóticas no país, já foram realizados cerca de 92 mil procedimentos por robô no Brasil e os números só estão aumentando. Em 2019 foram 13 mil cirurgias robóticas, em 2020 o Brasil contabilizou 15 mil procedimentos, em 2021 foram 20 mil operações e 2022 deve fechar na casa de 27 a 30 mil cirurgias por robô, ou seja, um crescimento anual sempre na casa dos dois dígitos.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside