sexta-feira, abril 12, 2024
Home News Cisco anuncia acordo de colaboração com HC de São Paulo para programa Saúde Conectada

Cisco anuncia acordo de colaboração com HC de São Paulo para programa Saúde Conectada

por Redação
0 comentário

A Cisco do Brasil anunciou acordo de colaboração com o InovaHC, Centro de Inovação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). O objetivo é promover e acelerar a inovação e a transformação digital no setor de saúde pública no país. A iniciativa faz parte do programa de aceleração digital da Cisco, Brasil Digital e Inclusivo (BDI), e do programa Saúde Conectada do InovaHC.

O programa Saúde Conectada visa transformar os serviços de saúde por meio do uso de tecnologias digitais emergentes, colocando o ser humano – pacientes e médicos – no centro desta transformação. Trata-se da construção de novo conceito, focado na prevenção e no acompanhamento da jornada do paciente ao longo da sua vida, e na otimização do sistema de saúde e das operações hospitalares. Além do forte impacto para a qualidade de vida dos brasileiros, o uso da tecnologia tem papel essencial para a redução e efetividade dos gastos públicos com a saúde.

O projeto contará com diversas iniciativas voltadas para a digitalização dos ambientes hospitalares (UTI e Enfermaria) e assistência remota e inteligente de pacientes. A primeira ação da parceria é a concepção e desenvolvimento de uma plataforma digital para monitoramento, acompanhamento e assistência remota de pacientes crônicos, através do uso de tecnologias de colaboração, internet das coisas (IoT), dispositivos vestíveis (wearables) e inteligência artificial. A ideia nasceu durante a crise gerada pela pandemia da Covid-19 e da necessidade de acompanhar e monitorar pacientes críticos, durante a internação e após o seu retorno ao ambiente domiciliar.

A parceria, baseada no conceito de inovação aberta e colaborativa, também tem o objetivo de servir como catalisador para reflexões e definições de políticas públicas para a expansão e transformação digital da saúde, com a participação dos principais atores e ecossistemas de inovação no país.

A área da saúde é um dos pilares do programa Brasil Digital e Inclusivo da Cisco, e a parceria com o InovaHC é fundamental para impulsionar a digitalização em um dos setores-chave do país. A melhoria e a modernização dos serviços de saúde e a otimização da operação hospitalar são grandes desafios para o sistema nacional de saúde nos próximos anos.

Doenças crônicas precisam de atenção especial

As doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs) são a principal causa de morte e de adoecimento no mundo e representam uma grande carga para os sistemas de saúde devido a seu crescente custo. Considerando apenas a hipertensão, diabetes e obesidade, estima-se que foram gastos R$ 3,45 bilhões pelo SUS em 2018 (1).

O monitoramento e acompanhamento contínuo de toda a jornada do paciente, antes, durante e após as interações com o sistema de saúde, criará um modelo de prevenção e controle das doenças crônicas, com impacto positivo na vida das pessoas e otimização dos gastos públicos com a saúde.

“O foco do InovaHC é buscar alternativas para criar e aplicar tecnologias inovadoras para contribuir com a sociedade. Paralelamente, a parceria com a Cisco nos coloca em um patamar de vanguarda com o desenvolvimento de soluções pioneiras que vão melhorar a qualidade de vida da população”, explica Marco Bego, diretor do InovaHC.

“A Cisco está comprometida com a transformação digital do Brasil há mais de 25 anos e acredita que a modernização da saúde pública é fundamental para um futuro melhor e mais inclusivo para o País”, destaca Rodrigo Uchoa, diretor de Digitalização da Cisco do Brasil. “As tecnologias digitais já estão impactando profundamente a saúde e a qualidade de vida das pessoas, e foram fundamentais na manutenção e continuidade dos serviços de saúde durante a crise da Covid-19. Nos próximos anos, veremos ainda mais transformações a partir do nosso aprendizado durante a pandemia, com a explosão de dispositivos IoT, a chegada das redes 5G e a maturidade de plataformas e modelos baseados em inteligência artificial”, completa.

(1) Nilson EAF, Andrade RCS, Brito DA, Oliveira ML. Custos atribuíveis a obesidade, hipertensão e diabetes no Sistema Único de Saúde, Brasil, 2018. Rev Panam Salud Publica. 2020;44:e32. https://doi.org/10.26633/RPSP.2020.32

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside