InovaçãoNewsNewsletter

Embalagem inteligente para cadeia fria de sistemas de saúde é aprovada pela Finep

0

As escolas paulistas de Enfermagem e Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o Instituto Mauá de Tecnologia e o Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, realizarão juntos pesquisa e desenvolvimento de embalagem autônoma inteligente para cadeia fria de sistemas de saúde, visando trazer segurança aos processos críticos durante o transporte de órgãos, tecidos e células para transplante.

O projeto interinstitucional encabeçado pela empresa São Rafael Câmaras Frigoríficas ficou em oitavo dentre os 11 aprovados pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), na linha temática Saúde 4.0 da seleção pública Subvenção Econômica à Inovação 04/2020 – Tecnologias 4.0. Com prazo de execução de até 36 meses, prorrogável a critério da Finep, o projeto receberá R$ 1,854 mi de subvenção, com R$ 394 mil de contrapartida.

“Contribuir para a garantia do transporte seguro de itens essenciais à saúde e à vida é uma grande honra e responsabilidade para nosso instituto, que, no Centro de Tecnologia de Embalagem (Cetea), conta com infraestrutura e equipe experiente e capacitada para cooperar na viabilização dessa solução inovadora, que ao final poderá promover novas soluções tecnológicas para a logística da cadeia de frio”, afirma Eloísa Garcia, diretora geral do Ital, que será representado no projeto pelos pesquisadores Ana Paula Noletto, Danielle Ito e Maurício Bordin.

Centro do Rio de Janeiro é o bairro com o maior número de farmácias na cidade

Artigo anterior

Genoma Lab selecionada para fazer parte do índice Dow Jones de Sustentabilidade

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar