Home Negócios Farmacêutica multinacional brasileira chega com linha de medicamentos na África e na Ásia

Farmacêutica multinacional brasileira chega com linha de medicamentos na África e na Ásia

por Redação
0 comentário

Anticoncepcionais da União Química, um dos mais vendidos no Brasil, chega em novos continentes. Além de hormônios, a farmacêutica é a primeira brasileira a exportar antipsicótico injetável para Hong Kong.

A população africana terá acesso a novos contraceptivos, de origem brasileira. Em conformidade com o seu plano de crescimento por meio da internacionalização, a União Química, farmacêutica multinacional brasileira, dá início a nova operação de venda no Cabo Verde, continente Africano. Para isso, a empresa firmou uma parceria estratégica com uma empresa europeia que possui acordos em diversos países da África.

“Este é mais um passo importante no nosso processo de consolidação da estratégia de internacionalização em países na América do Sul, América Central, Ásia e África e Oriente Médio. É um projeto que busca levar o nome da União Química a todas as partes do globo, tornando conhecidas nossas marcas próprias e aquisições em todos os continentes”, explica Fernando de Castro Marques, presidente da União Química.

Inicialmente a União Química enviará milhares de unidades do contraceptivo Ciclo 21, um dos mais vendidos no Brasil. “O objetivo é que em 1 ano seja triplicado esse número”, afirma Marques, lembrando que as vendas serão feitas para os setores público e privado.

A União Química exporta para Moçambique, desde 2020, via parceiro local que já comercializa um extenso portfólio de produtos União Química, incluindo o anticoncepcional Ciclo 21.

Com a internacionalização, a União Química também passa a fornecer o antipsicótico injetável Decan Haloper (haloperidol) para Hong Kong e Macau. “Somos a primeira farmacêutica brasileira a exportar esse antipsicótico para Hong Kong. O desafio foi grande e estamos muito orgulhosos! Foi um trabalho em equipe no qual diversas áreas da empresa foram envolvidas e fazem parte dessa conquista. Temos a certeza de que esse é o ponto de partida para um abastecimento regular no local e, também, para entrarmos em novos mercados na Ásia”, relata João Pedro Rangel Neves, diretor de Exportação.

O medicamento é indicado para tratamento de manutenção de pacientes psicóticos estabilizados, faz parte da ampla linha hospitalar da União Química, uma das mais completas do mercado nacional.

Quanto aos orçamentos da saúde de Hong Kong, eles equivalem a 6,5% do GDP (Produto Interno Bruto), um dos maiores da Ásia. Com 43 hospitais públicos e 12 privados que tem a expectativa de receber os medicamentos com a nova parceria, ampliando acesso aos produtos hospitalares da União Química. Hong Kong tem a maior expectativa de vida do mundo e o mais importante, HK registrou uma taxa de 57% de crescimento (quase 1 bilhão de USD) em valor de produtos importados e esses números só tendem a crescer mais ainda.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias