NewsNewsletter

Busca por empresas farmacêuticas aumentou 20% em 2020

0

Para entender o comportamento do brasileiro, relacionado à procura por remédios em meio à pandemia, a SEMrush realizou um estudo que aponta o aumento significativo nas buscas por medicamentos em sites, como a ivermectina, azitromicina, cloroquina e hidroxicloroquina. Em 2020, as principais marcas do setor tiveram uma alta de 20% na procura por remédios em relação a 2019.

Segundo a pesquisa, no setor farmacêutico, as buscas por laboratórios e marcas de medicamentos deram um salto expressivo. A procura pela marca Cremer, fabricante de produtos de prevenção à Covid-19, por exemplo, teve uma média mensal de 88 mil buscas em 2020, um aumento de 35% em relação a 2019, cuja média mensal foi de 65 mil pesquisas. Este ano, a empresa Eurofarma obteve uma média mensal de 51 mil buscas (de janeiro a julho), atingindo o seu pico no mês de julho, sendo procurada 40,5 mil vezes.

Em razão dos estudos recentes realizados com a vacina experimental contra o coronavírus, o laboratório Pfizer cresceu 551% nas pesquisas entre os meses de março e julho, atingindo 90,5 mil buscas só no mês de julho. A EMS é mais uma empresa farmacêutica a sofrer alta nas buscas por laboratório no mês de julho, com 33 mil pesquisas. Em relação ao mesmo período no ano passado, a EMS teve um crescimento de 22%.

Durante a quarentena, houve um crescimento bastante significativo na movimentação de usuários que navegam entre páginas na internet. No setor farmacêutico, foi possível notar esse aumento, já que sites de laboratórios e marcas de medicamentos receberam números consideráveis de acessos. Veja o crescimento na média de tráfego mensal nos sites das cinco principais representantes da indústria farmacêutica brasileira, em relação a 2019:

Eurofarma – 161%
Medley – 104%
EMS – 80%
Sanofi – 72%
Novartis – 28%

Medicamentos

O termo cloroquina, por exemplo, teve um crescimento impressionante de 8.143% entre fevereiro e março de 2020, de 14 mil para mais de 1,2 milhão de buscas. Já o medicamento ivermectina teve um aumento de 3.618%, de 110 mil para 4,090 milhões. Houve também um crescimento de 152% na busca por azitromicina, utilizada para o tratamento de infecções, em relação ao ano passado, sendo uma média mensal de 237 mil em 2019 e 599 mil em 2020. Já a hidroxicloroquina, medicamento associado ao tratamento de lúpus, atingiu o seu ápice no mês de abril, com 301 mil buscas, tendo um aumento de 652% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Custo por clique

O mês de março foi marcado pelo início da pandemia do coronavírus no Brasil. Neste mesmo mês, notou-se um aumento no CPC (custo por clique) em anúncios pagos de empresas do setor farmacêutico, realizados a partir de buscas pelos termos “medicamento genérico” e “remédio genérico”.
Em todo o Brasil, um dos termos mais pesquisados foi “farmácia 24h”, com média de custo de R$ 321,86 em janeiro, enquanto que no mês de março o termo mais procurado foi “medicamentos genéricos e similares”, no valor de R$ 130.385 por clique.

Em São Paulo, por exemplo, “farmácia de manipulação em sorocaba” foi o termo relacionado à procura por medicamentos mais procurado no mês de janeiro, com um custo de R$ 3.084,84. No entanto, “remédio genérico faz o mesmo efeito que o original” teve um CPC de R$ 133.760 em março.

Painel TIC COVID-19 apresenta dados inéditos e desafios à privacidade durante a pandemia

Artigo anterior

Equipamento promete reduzir até 80% dos casos de intubação por COVID-19

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News