NewsNewsletter

BoaConsulta ganha agilidade no atendimento e reduz custo com adesão à nuvem

0

Ciente de que o canal de agendamento é a parte que mais gera atrito para as operadoras, a BoaConsulta, plataforma que tem como propósito facilitar o contato entre pacientes, profissionais e instituições de saúde, optou pela solução de nuvem Oracle Cloud Infraestructure (OCI) e já constatou uma grande melhoria em SEO (otimização para mecanismos de busca, como Google e Bing, por exemplo), além da redução de aproximadamente 70% nos custos com infraestrutura.

“É importante destacar que os acessos orgânicos são fundamentais para nós e já conseguimos perceber uma enorme diferença na latência de rede, principalmente pela Oracle ter o seu data center no Brasil. Se compararmos o período deste ano com o mesmo intervalo de tempo do ano passado, já conseguimos perceber um crescimento de 60% no tráfego, sendo que a plataforma Oracle Cloud contribuiu muito para isso”, diz Victorio Braccialli Neto, cofundador da BoaConsulta.

Segundo ele, além da confiabilidade da Oracle, o que mais chamou a atenção [da empresa] foi ter o data center e faturamento já aqui no Brasil. “O custo-benefício e o atendimento próximo que tivemos foram outros pontos surpreendentes da parceria”, comenta Victorio. A migração total para a Oracle foi feita em apenas uma semana, “mesmo com a equipe enxuta, nós somos muito colaborativos e a curva de aprendizagem da equipe foi muito rápida nessa transição”, explica.

Para a Oracle, a parceria com a BoaConsulta é significativa. “Com o contato próximo que temos com o BoaConsulta, vamos conseguir entregar o melhor suporte e uma parceria estratégica para que eles cresçam cada vez mais no mercado e revolucionem o setor da saúde com a OCI ou outras tecnologias aderentes”, comenta Leandro Vieira, diretor sênior de Vendas de Tech Cloud para Oracle América Latina.

Para o futuro, a empresa busca expandir seu atendimento para mais regiões, levando essa praticidade para cada vez mais pessoas. Além disso, acredita na importância da união entre a tecnologia e a área da saúde e continuará apostando em outros recursos tecnológicos, como a inteligência artificial para automatizar o seu atendimento ou, até mesmo, digitalizar os dados de saúde do paciente criando um panorama geral da saúde dele em um só lugar.

Grupo alemão Bertelsmann conclui compra da Afya por US$ 161 milhões

Artigo anterior

Libbs renova aposta em inovação aberta para além das healthtechs

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News