NewsNewsletter

Com novas aquisições no radar, Bionexo investe na experiência de Patrícia Piñeiro para assumir a Diretoria de Gente & Gestão

0

A Bionexo, health tech de soluções digitais para a gestão de saúde no país, anuncia Patrícia Piñeiro para a posição de Diretora de Gente e Gestão. Com 25 anos na área de Recursos Humanos, atuando em empresas como Marcopolo e Valid, esta última no mercado de tecnologia para meios de pagamento e identificação, Patrícia chega para assumir uma nova cadeira na companhia com o desafio principal de liderar um crescimento sustentável, fortalecendo o foco em pessoas.

Munida de uma sólida experiência em M&A, a executiva, que já participou de 11 processos de aquisição no Brasil e no exterior nos últimos anos, enxerga um cenário favorável para a integração entre a Bionexo e empresas que possam expandir nossa oferta ao setor, tendo como premissa criar um ecossistema de colaboração e inovação comum em tecnologia. “Uma das principais frentes de atuação é a incorporação de novos negócios, além de futuras aquisições, trabalhando em uma estratégia que valoriza ainda mais as pessoas, compartilhando os objetivos da companhia, para onde estamos indo e tornando a autonomia um valor genuíno”, comenta Patrícia.

Psicóloga formada pela PUC/RJ e com MBA em Recursos Humanos, Patrícia une o brilho no olho à missão de seguir com o contínuo aprimoramento da cultura organizacional da companhia. A ideia é garantir que a gestão people centric tenha como pilar um ambiente de trabalho equilibrado, humanizado e de altíssima performance, dando novas perspectivas à proposta de valor oferecida aos colaboradores, bem como trilhas de carreira e desenvolvimento mais claras e estruturadas.

A chegada na Bionexo vai ao encontro da motivação de reforçar um time que, mais do que contribuir com a eficiência da gestão da saúde, salva vidas através de inovação e muito trabalho. Para Patrícia, a motivação veio assim que ela conheceu a missão da empresa. “O better connections for better health me tocou e eu pensei: é isso. O mundo está doente e precisa de conexões que melhorem não só a saúde, mas a vida das pessoas”.

Com 100% da operação ainda em home office, Patrícia é totalmente a favor de um modelo híbrido e vai acompanhar de perto a transição dos mais de 460 colaboradores que transformam a saúde em suas casas. “Quem se fechar dentro do seu casulo geográfico, não vai mais conseguir atrair gente. A pandemia mostrou que dá pra ter produtividade e engajamento no remoto.

“Sem dúvida temos mais esse desafio, todas as lideranças, não só na Bionexo, terão a missão de lidar ao mesmo tempo com pessoas dentro e fora do escritório, tomando cuidado para não gerar silos e subculturas, e isso é mais do que ter ferramentas que facilitem a comunicação, é ter uma cultura e uma tomada de decisão aderente ao modelo híbrido, onde a missão de cada área e colaborador é clara e compartilhada”, relata a executiva.

TeamViewer e Siemens Healthineers habilitam novo serviço de varredura remota WeScan para diagnóstico por imagem

Artigo anterior

Estomizados ganham aplicativo gratuito para rotinas diárias

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News