NewsNewsletter

Healthtech Laura, pioneira no uso de IA, registra crescimento de 143% em 2021

0

A health tech Laura, hoje presente em mais de 50 instituições de saúde com um sistema que conta com o auxílio de algoritmos de inteligência artificial para promover qualidade de atendimento aos pacientes e uma visão 360º ao quadro clínico, registrou um crescimento de 143% em 2021, quando comparado ao ano anterior.    

A implantação do sistema garante acesso rápido e fácil às informações do paciente, auxiliando médicos e equipes assistenciais, o que tem gerado reconhecimento nacional para a empresa. “Fechamos 2021 com 22 novas parcerias, incluindo a  expansão para o Nordeste, com a nossa entrada da Unimed Ceará em nosso portfólio de atuação”, afirma Cristian Rocha, CEO e Fundador da Laura.     

Atualmente, a Laura já conta mais de 12 milhões de atendimentos na plataforma e no início da pandemia da Covid19, a healthcare desenvolveu a plataforma Laura Care, que monitorou pacientes nos momentos de pico do contágio, atuando em três frentes: pronto atendimento digital, mapeamento de perfil epidemiológico e coordenação no cuidado de pacientes crônicos.  Com isso,  tornou-se parceira de operadoras e secretarias municipais de saúde, permitindo a pré-anamnese dos pacientes via assistente virtual, que analisa os riscos, além de possibilitar o atendimento remoto em casos leves, onde a própria IA pode acompanhar o caso. Ao todo, foram mais de 350 mil pacientes triados.   

Esses resultados são fruto do comprometimento em aprimorar a qualidade dos serviços tecnológicos a favor do setor de atuação. “O último ano foi bastante significativo para nós em termos de reconhecimento, pois, além de conquistarmos espaço em âmbito nacional com destaque no Top 10 health techs do Brasil, tivemos a oportunidade de sermos a única startup brasileira a apresentar sua tecnologia para o mundo inteiro, no  Expo Dubai. Além disso, a Laura foi reconhecida pelo CIOREview”, ressalta Cristian.  

Em março de 2021, a health tech recebeu um aporte de R$ 10 milhões, sendo um dos maiores da categoria seed para startups do ramo da saúde. O investimento, liderado pela GAA Investments, um fundo norte americano, teve como objetivo auxiliar a empresa curitibana na ampliação de seu time de colaboradores e em novos investimentos na sua área de pesquisas, um de seus grandes diferenciais dentro do ecossistema de inovação.  

“Esse investimento foi de suma importância para alavancar a presença da Laura no cenário nacional e internacional, pois permitiu o impulsionamento dos nossos negócios em diversas pontas”, comenta o executivo.  

Durante o ano, a Laura também passou a atrair olhares no âmbito internacional com o investimento mais conciso em sua área de research, bem como seus diferenciais em inovação para saúde, comandada pelo cofundador e diretor médico da startup, o infectologista Hugo Morales. Para 2022, a expectativa em território nacional é ampliar sua atuação em instituições do Norte e Nordeste.  

Os últimos anos foram desafiadores para o setor da saúde e a Laura auxiliou hospitais a reduzirem em média 25% da mortalidade hospitalar e em 10% o tempo de internação. “Sabemos que o caminho ainda é longo, mas estamos nos aperfeiçoando ao máximo para conseguirmos entregar agilidade e segurança para o setor da saúde”, finaliza o CEO. 

Casos de gripe e Covid aumentam em 90% a demanda pelos serviços de telemedicina da Europ Assistance

Artigo anterior

Inscrições abertas para curso de especialização em radiologia e diagnóstico por imagem

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News