GestãoNewsletter

Solução permite que hotéis transformem acomodações em leitos para pacientes da COVID-19

0

A TOTVS anuncia uma integração de ofertas entre seus produtos dos segmentos de Hotelaria e de Saúde para auxiliar no processo de transformação temporária de quartos de hotel em leitos hospitalares de campanha durante a crise da COVID-19.

Com a nova funcionalidade – que ficará disponível de forma gratuita para os clientes do software TOTVS Hospitalidade PMS por quatro meses – os hotéis passam a ter no cadastro do hóspede uma integração com o prontuário eletrônico, que inclui dados do paciente, prescrição de medicamentos, receituário de medicamentos, enfermagem, solicitações de exames e outras orientações. Na prática, os hotéis ficam preparados para utilizar sua infraestrutura como local de quarentena e tratamento de casos mais brandos da doença.

Segundo Cláudio Cordeiro, diretor de Hospitalidade da TOTVS, a oferta foi desenvolvida a partir da necessidade urgente de mais leitos para pacientes da COVID-19, mas também da previsão de possíveis adaptações que o setor hoteleiro terá de passar no pós-pandemia. “Além de possibilitar a retomada de suas atividades no período e ainda poder prestar serviços à sociedade em um momento tão difícil, daqui em diante, haverá uma preocupação maior com os serviços de governança, higienização e manutenção das instalações. Além disso, será necessário rever processos simples, como recepção de hóspedes, para evitar aglomerações. A transformação do setor hoteleiro será inevitável e já começou”, afirma o executivo.

Para Rogério Pires, diretor do segmento de Saúde da TOTVS, a solução é um forte aliado no apoio ao combate à COVID-19. “Um dos propósitos dessa integração é possibilitarmos que os hotéis atuem como uma extensão dos leitos de hospitais, ajudando evitar a superlotação no sistema de saúde e permitindo que os hospitais e clínicas mantenham em suas instalações próprias apenas aqueles pacientes com quadros mais graves, que exigem maior dedicação e estrutura”.

Para utilizar a solução, será necessário o apoio de uma equipe de saúde para realizar determinadas atividades, como cadastro do prontuário, medicação e acompanhamento do quadro dos pacientes, além da capacitação dos profissionais hoteleiros.

86 milhões de adultos brasileiros estão no grupo de risco para covid-19

Artigo anterior

Higienização gratuita dos veículos de profissionais de saúde de SP na rede Continental Pneus vai até dia 15

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais Gestão