NewsNewsletter

InterSystems aposta na transformação digital para sustentabilidade do setor

0

Um sistema de saúde sustentável, com uma rede de dados em que todas as instituições possam compartilhar informações organizadas, com o objetivo de promover melhor gestão operacional e assistencial, além do foco na satisfação de pacientes engajados, são fatores de um resultado a ser atingido por meio da transformação digital. Esse é o tema defendido por Camila Diniz (foto), clinical advisor & account manager na InterSystems Brasil, durante o 11º Fórum Lide da Saúde e Bem-Estar, promovido na semana pelo Grupo Doria, em São Paulo.

De acordo com Camila, a InterSystems trabalha intensamente para que a interoperabilidade de dados proporcione o compartilhamento e uso das informações de forma colaborativa, colocando os sistemas de saúde no caminho favorável da sustentabilidade. “O cuidado centrado no paciente depende de uma rede nacional de dados em saúde, na qual todas as instituições — públicas ou privadas — compartilhem dados organizados entre elas, baseados em padrões de linguagem. Nesse processo, todos ganham com condutas mais eficientes dos profissionais de saúde, recursos financeiros mais bem utilizados e o engajamento do paciente no seu próprio tratamento.”

A questão da segurança e da privacidade de dados foi outro ponto abordado por Camila. “A ideia de termos plataformas interoperáveis é unificar os repositórios de dados para que os sistemas de saúde se conectem e sejam acessíveis de qualquer ponto de atendimento com segurança”, afirma. Camila reforça que o trânsito seguro de informações depende não somente da gestão das instituições, mas também da inteligência das soluções tecnológicas que transformam os dados em conhecimento.

O 11º Fórum Lide da Saúde e Bem-Estar contou com participação de profissionais expoentes e Camila participou do painel “Digital Transformation”, ao lado de Edson Amaro, neurorradiologista e responsável pela área de Big Data do Hospital Israelita Albert Einstein; Marco Antonio Zago, presidente da Fapesp; John Halamka, médico e presidente da Mayo Clinic Platform; Sidney Klajner, presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein; e Claudio Lottenberg, presidente do LIDE Saúde.

88% dos brasileiros são a favor do compartilhamento de dados de saúde, diz pesquisa

Artigo anterior

Plataforma de serviços médicos busca ser alternativa a planos de saúde caros

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News