InovaçãoNewsNewsletter

Samsung e Inova-HC anunciam parceria para estudo de monitoramento de pacientes em recuperação da Covid-19 e Acidente Vascular Cerebral por meio de smartwatches

0

A Samsung e o Inova-HC iniciam um estudo para avaliar o monitoramento remoto de pacientes em recuperação da Covid-19 e acompanhamento de uma das suas principais sequelas, o AVC (Acidente Vascular Cerebral), por meio de smartwatches. O projeto utilizará os recém-lançados Galaxy Watch4 para aferir e monitorar informações vitais, de oxigenação do sangue, batimentos cardíacos, pressão arterial e de sono dos pacientes.  

O projeto integra o programa de Saúde Digital desenvolvido pelo HCFMUSP através de seus Institutos. O Instituto de Medicina Física e de Reabilitação (IMREA) da Faculdade de Medicina da USP, que é referência nacional para as deficiências físicas incapacitantes, estará à frente no contato e observação dos pacientes voluntários em recuperação da Covid-19. monitorando as manifestações de longo prazo decorrentes da Pós-Covid, afirma a Dra. Linamara Rizzo Battistella, Professora Titular da Faculdade de Medicina da USP, especialista em Medicina Física e Reabilitação e Presidente do Conselho Diretor do Instituto de Medicina Física e Reabilitação do HCFMUSP e Instituto de Reabilitação Lucy Montoro.  

Os dados dos pacientes serão coletados pelos Galaxy Watch4, os novos smartwatches da Samsung equipados com o inovador sensor BioActive que utiliza um único chip para aferir com precisão a frequência cardíaca óptica, o cardíaco elétrico e a avaliação da composição corporal por meio da bioimpedância – um teste que oferece uma compreensão mais profunda de sua saúde e forma física geral, com medições importantes como músculo esquelético, taxa metabólica basal, água corporal e porcentagem de gordura corporal. O Watch4 também permite, por exemplo, que os usuários monitorem a própria pressão arterial3 5, sendo possível até mesmo detectar um batimento cardíaco irregular.  

Com os dados coletados do paciente, em conjunto com o prontuário médico e seu histórico de doenças prévias, os pesquisadores pretendem acompanhar e monitorar alterações nos sinais vitais, identificando, de maneira preventiva, possíveis riscos e a necessidade de intervenções médicas.  

Além disso, a pesquisa também terá como objetivo validar as informações coletadas pelos smartwatches utilizando equipamentos clínicos tradicionais para garantir a viabilidade em se utilizar estes dispositivos na tomada de decisões médicas de forma preditiva em casos de pacientes em recuperação.  

“Esta parceria com o Inova-HC é mais um importante movimento da Samsung em busca de auxiliarmos a área da saúde por meio de nossos produtos e serviços. Vamos explorar ao máximo os avançados recursos presentes no Galaxy Watch4. Acreditamos que este projeto é capaz de facilitar e melhorar a rotina dos pacientes”, explica Eduardo Santos, diretor de serviços e inovações para a área de dispositivos móveis da Samsung Brasil.  

O estudo será realizado com 80 pacientes voluntários em recuperação da Covid-19 ao longo de um ano, com possibilidade de extensão para um período de tempo maior, a fim de explorar o uso dos smartwatches em outros contextos médicos. 

Benefícios  

Entre os benefícios, além da identificação de doenças e riscos de maneira preventiva, está presente também a melhora da qualidade de vida do paciente. Uma vez que tudo será coletado de maneira remota por conta do smartwatch, o paciente não precisará se deslocar para hospitais ou clínicas para aferir estes dados evitando, assim, exposição aos riscos de ambiente hospitalar.   

Além disso, coletar estas informações de forma naturalística e remota, significa reconhecer em tempo real as alterações, evitar deslocamentos desnecessários, gerar economia aos hospitais a longo prazo, já que não haverá mais a necessidade de arcar com custos de hotelaria e medicamentos, por exemplo.  

O Inova-HC e a Samsung buscam cumprir o relevante objetivo de traduzir a inovação na perspectiva de uma governança social assegurando maior acesso aos pacientes fragilizados pela enfermidade, reduzir os agravos ao meio ambiente pela redução dos deslocamentos e assegurando uma melhor experiência do paciente. 

dr.consulta entra no segmento de plano de saúde por meio de investimento na cuidar.me

Artigo anterior

Saúde Digital News entrará em recesso de fim de ano, voltando às atividades dia 3 de janeiro

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar