quarta-feira, maio 22, 2024
Home News Apple deve entrar no mercado de seguro de saúde a partir de 2024, diz consultoria

Apple deve entrar no mercado de seguro de saúde a partir de 2024, diz consultoria

por Redação
0 comentário

A Apple deve passar a oferecer seguro de saúde a partir de 2024 aproveitando os dados de saúde obtidos com o Apple Watch, segundo prevê a CCS Insight, empresa de análise de dados e serviços de pesquisa. Ela acredita que a Apple dará seus primeiros passos no mercado de seguro de saúde nos EUA em parceria com uma grande companhia seguradora, usando os dados de saúde que já vem coletando para obter vantagem competitiva.

A Apple já coleta dados como pressão arterial, níveis de oxigênio no sangue, leituras de eletrocardiogramas (ECG) e temperatura corporal por meio do Apple Watch, além de ajudar as pessoas a administrarem seus medicamentos. Com os dispositivos que o acompanham, o Watch e o iPhone também podem ser usados ​​para monitorar condições como diabetes.

Os analistas da CCS Insight acreditam que ter acesso a dados tão ricos dará à empresa uma vantagem no mercado de seguros e permitirá reduzir custos para os consumidores. “Ela está em uma posição muito forte para fazer isso”, disse Ben Wood, analista-chefe da CCS Insight, em entrevista à revista Forbes. “Eles [a Apple] têm uma riqueza de dados pessoais de saúde por meio do Apple Watch. Se juntar alguns dos pontos, ela pode se tornar um player de seguro de saúde muito competitivo e isso potencialmente terá um grande impacto na estrutura do mercado de saúde nos EUA.”

Se tal movimento se confirmar, certamente vai levantar a questão se a Apple não teria lançado o Watch com o objetivo de longo prazo de entrar no lucrativo mercado de seguro de saúde. Wood não acredita que o Apple Watch foi lançado com essa ambição em mente, mas que entende que a Apple agora o vê como um meio de aprimorar seus negócios de serviços.

Wood disse que o Apple Watch começou como um acessório de moda, mas que “Tim Cook o transformou no espaço de saúde e fitness, e atingiu uma área que ressoou com os consumidores”. “Não acho que foi um ‘Cavalo de Tróia’ [armado por ela], apenas acho que foi uma evolução natural. De repente, eles olham para os dados que têm e dizem ‘devemos entrar no setor de saúde?’.”

Uma mudança para o mercado de seguro de saúde também daria mais ímpeto ao já próspero negócio de serviços da Apple. Os serviços já estão gerando cerca de US$ 20 bilhões por trimestre, e a CCS Insight acredita que isso continuará a crescer.

Os analistas preveem que até 2030, um terço da receita da Apple virá de software e serviços. Atualmente, representa pouco menos de um quarto do negócio.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside