NewsNewsletter

Com programa de formação de DEVs, Pague Menos auxilia jovens de baixa renda a ingressarem na área de tecnologia

0

Nesse dia 28, a Pague Menos, uma das maiores redes de farmácias do País, deu o pontapé inicial em seu 1º Programa de Formação de Desenvolvedores de Sistemas (DEVs) – UP{CODE}. Foram mais de 500 inscrições para as 30 vagas que serão oferecidas nessa edição. Além de capacitar colaboradores internos para essa área, e acelerar o processo de transformação digital da rede, o programa tem como objetivo auxiliar jovens de baixa renda a ingressarem no mercado de trabalho em tecnologia da informação.

Tendo como um dos pilares do curso sua missão social, 20 vagas do programa foram oferecidas de maneira exclusiva a pessoas em situação de fragilidade social. Esses alunos foram selecionados em parceria com o Projeto “Faz Carreira”, que tem como propósito capacitar jovens em condições de vulnerabilidade, ajudando-os a reconhecer seus dons e talentos, conseguir um espaço no mercado de trabalho e se tornarem protagonistas da sua carreira. As dez vagas restantes foram preenchidas por colaboradores da Pague Menos, que terão oportunidade de se recolocar internamente.

Uma das escolhidas para o programa foi a Ana Paula, de 27 anos, que se interessa por tecnologia desde a adolescência. Natural de Itapipoca, no interior cearense, a jovem chegou a cursar três semestres de Engenharia de Computação na Universidade Federal do Ceará, em Quixadá. Contudo, com dificuldades para manter seus custos de alimentação e moradia, ela teve que trancar o curso, se mudando para Fortaleza com o objetivo de buscar condições financeiras para prosseguir com seus estudos na área. Com o UP{CODE}, ela pôde retomar seu interesse pela educação e tecnologia para trabalhar no setor que tanto gosta.

O curso é oferecido pela UP Farma, Universidade Corporativa da Pague Menos – reconhecida por impulsionar a gestão do conhecimento e aprendizagem no mercado de varejo farmacêutico -, e os alunos de baixa renda já ingressam no curso como contratados da empresa, onde terão uma jornada com seis horas diárias dedicadas exclusivamente aos estudos. Durante todo o programa, eles receberão bolsa auxílio compatível com o mercado, além de benefícios como vale-alimentação, vale-refeição e convênio médico. Esta é uma iniciativa única e pioneira com esse formato no mercado farmacêutico.

Mais um selecionado para o curso foi Germano, de 21 anos, do bairro de Novo Mondubim, em Fortaleza. Desde criança, ele faz parte do projeto comunitário ABEMCE, que atende crianças em situação de vulnerabilidade social e onde aprendeu a tocar diversos instrumentos musicais, e hoje presta serviço como monitor das aulas de música. Um amante de matemática, Germano vê ainda na tecnologia a grande possibilidade de tornar a vida das pessoas melhor.

No dia do início do curso foi ministrada uma aula magna, que contou com a presença do fundador do grupo Pague Menos, Deusmar Queirós, e dos Vice-Presidentes Joaquim Neto, de Tecnologia da Informação, e Jorge Jubilato, de Gente, Jurídico e Administrativo. Além disso, o professor da Universidade Estadual do Ceará e Ph.D. em Ciência da Computação, Jerffeson Teixeira de Souza, conduziu uma palestra aos alunos.

“Um dos pilares desse programa é oferecer oportunidade para que estes jovens ingressem em um ramo de atividade que está em plena ascensão e que eles tanto gostam, que é a área de tecnologia”, comenta Evandro Vieira, Diretor de Gente e Cultura das Pague Menos. “O setor vem exigindo cada vez mais profissionais capacitados e desenvolvedores entusiasmados para apoiar a inovação e transformação digital que empresas como a nossa sempre buscam. E é mais do que possível pensar em crescimento, expansão e novos projetos de maneira aliada a ações de inclusão, sustentabilidade e cidadania que mudem a vida das pessoas”.

Com duração de seis meses, o curso será dividido em duas etapas de três meses cada. Na primeira fase, chamada de Núcleo Acelerador, os alunos terão carga horária diária de seis horas de estudos e duas de trabalho prático. Na fase de Núcleo Formador, a carga horária diária será dividida igualmente entre os estudos e o trabalho prático. Após o fim do treinamento, os melhores alunos terão acesso à uma bolsa de 100% para a graduação em Desenvolvimento de Sistemas, na Kroton.

SK CH e Big Data criam sistema para modernizar mercado farma no país

Artigo anterior

ProConcept lança a plataforma Nutriflow para gestão do fluxo de refeições hospitalares

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News