quarta-feira, abril 17, 2024
Home Inovação Lançado o primeiro dispositivo brasileiro para desobstrução do coração

Lançado o primeiro dispositivo brasileiro para desobstrução do coração

por Redação
0 comentário

Especializada no desenvolvimento de dispositivos médicos para condições cardíacas, a Braile lança o primeiro implante transcateter de válvula aórtica (Tavi, em inglês) com tecnologia brasileira. O dispositivo foi apresentado no 78º Congresso Brasileiro de Cardiologia (SBC), que acontece até o próximo sábado, 30, em Porto Alegre.

Segundo a empresa, o desenvolvimento do dispositivo contou com acompanhamento clínico em mais de 55 pacientes entre os principais centros médicos, como o Instituto do Coração (InCor) de São Paulo, o Instituto de Cardiologia Dante Pazzanese, o Hospital de Base e o hospital da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Trata-se de um procedimento minimamente invasivo para a correção da válvula afetada pela estenose aórtica, doença caracterizada pela obstrução dessa estrutura cardíaca que abre e fecha, regulando a passagem do sangue do coração para o corpo.

Participaram do processo de criação e testagem da SafeSync grandes especialistas do setor como médicos cardiologistas hemodinamicistas e cirurgiões. “Foram anos de pesquisa e desenvolvimento, para fornecermos ao mercado brasileiro e internacional a melhor Tavi, com tecnologia e inovação, colaborando em dar acesso a toda a população. Nossa Tavi é perfeita para o mercado brasileiro e nosso objetivo é apoiar grandes hospitais, fontes pagadoras e o SUS”, diz João Paulo, gerente de marketing e vendas da Braile.

“O implante de Tavi é uma nova modalidade de tratamento voltada para pacientes com elevado risco cirúrgico. É uma prática já difundida em todo o mundo. Estudos mostram que o uso do dispositivo é capaz de gerar um aumento da sobrevivência e melhora da qualidade de vida, quando comparado ao uso de medicações e uma recuperação do paciente mais rápida versus cirurgia cardíaca. A SafeSync é inicialmente indicada para o tratamento da estenose aórtica de risco alto e moderado. O tratamento geralmente é adotado no caso de pacientes idosos ou pessoas com quadros clínicos mais graves. Contudo, a escolha da melhor opção depende sempre da avaliação de cada caso por um cardiologista”, explica Guilherme Custódio, coordenador de marketing e treinamento de produtos da Braile.

As pesquisas e o desenvolvimento de novas tecnologias minimamente invasivas, têm um impacto significativo na medicina cardiovascular, trazendo avanços importantes em diagnóstico, tratamento e gestão de doenças cardiovasculares. Por isso, a Braile tem focado intensamente no desenvolvimento de tratamentos minimamente invasivos e o de dispositivos médicos avançado.

A Braile abastece aproximadamente 250 instituições de todo o Brasil com produtos para cirurgia cardíaca, endovascular e minimamente invasivas, além de realizar a exportação de dispositivos para cerca de 50 países, como Argentina, Portugal, Alemanha, Ucrânia, Colômbia, Itália e Tailândia, dentre outros territórios. Entre os dispositivos mais procurados estão válvulas biológicas, endopróteses e conjunto para cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside