NewsNewsletter

Consultoria fornece dicas para melhorar relação entre médicos e pacientes

0

A relação entre médicos e pacientes envolve naturalmente o lado humano, já que se trata de um atendimento que afeta diretamente a vida das pessoas. No entanto, nem sempre tudo ocorre como esperado. O profissional pode focar em apenas resolver o problema de saúde, dar o diagnóstico e encerrar a consulta deixando a atenção em um patamar inferior. É nesse momento que o médico fragiliza o relacionamento com o seu público e, aos poucos, vê a sua agenda cada vez mais vazia.

Para Éber Feltrim, médico especialista e consultor de negócios para a área da saúde e CEO da SIS Consultoria, o profissional da saúde precisa obrigatoriamente saber o histórico do paciente. “Outro fator que deve ser levado em consideração é o treinamento da equipe, e de forma constante, para se alcançar o sucesso esperado. Temos outras variáveis que impactam diretamente nesse processo, mas essas eu diria que são as principais”, aconselha.

Apenas os clientes fiéis, de acordo com o especialista, não são capazes de trocar de fornecedor, médico ou dentista. “Quem está apenas satisfeito pode facilmente se encantar por outro profissional que oferece uma atenção a mais”, alerta.

Outro diferencial é manter o contato com o paciente, mesmo após a consulta. “O ‘pós-venda’ é tão importante quanto a ‘venda’ e pode colaborar para criar um elo de confiança com a clínica e demais serviços. Mas o segredo dessa mensagem ou ligação é a personalização, porque é preciso fazer com que esse receptor sinta que isto é somente para ele e que não se trata de uma rotina automatizada”, revela o especialista.

A humanização passa também por uma boa conversa com o paciente. O roteiro “exame/diagnóstico/tratamento” pode estar acompanhado de uma boa conversa, perguntas sobre a família, a vida profissional, tudo o que leva o médico a ser também um amigo. Ter uma equipe preparada é outro ponto crucial. Para isso é necessário haver treinamento, motivação constante e reconhecimento, tudo o que incentive os profissionais.

Éber destaca sete dicas que podem ajudar a melhorar ainda mais a relação entre profissionais de saúde e pacientes:

  • Investir na gestão do relacionamento com o cliente;
  • Treinar a equipe incansavelmente;
  • Manter algumas ferramentas que motivem o time;
  • Reconhecimento é essencial para uma equipe feliz;
  • Usar os meios digitais sempre a favor;
  • Não automatizar demais os atendimentos;
  • Reduzir o tempo de espera, porque ninguém tem tempo para esperar horas em uma recepção.

Vazamento de dados na saúde coloca pacientes na mira de golpes, alerta especialista

Artigo anterior

Hospital Ernesto Dornelles faz 60 anos e se torna referência em inovação na saúde

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News