NewsNewsletter

Hospital Ernesto Dornelles faz 60 anos e se torna referência em inovação na saúde

0

Pioneiro em diversas inovações técnicas, o Hospital Ernesto Dornelles (HED) completa 60 anos. Uma longa história que começa com o anseio da Associação dos Funcionários Públicos do Estado do Rio Grande do Sul (Afpergs), entidade civil de direito privado, em proporcionar atendimento médico-hospitalar seguro e de qualidade para a sociedade gaúcha.

Desde a sua inauguração em 30 de junho de 1962, o Ernesto Dornelles se destacou pelo espírito pioneiro e inovador, tendo sido o primeiro hospital do Brasil a ter Comissão de Controle de Infecção Hospitalar e o primeiro hospital privado do Rio Grande do Sul a ter Unidade de Tratamento Intensivo, a oferecer o Programa de Residência Médica e a ter sala híbrida em bloco cirúrgico. Essa tradição marcou diversas realizações, transformando-o em peça fundamental para o desenvolvimento do cenário da saúde no estado.

Hoje, o Hospital dispõe de 312 leitos de internação clínica, 12 salas cirúrgicas, 40 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo, 36 leitos de recuperação pós-anestésica, nove leitos de Unidade de Cuidados Especiais e Serviço de Emergência e Pronto-Atendimento, oferecendo, em toda a sua estrutura, assistência em 32 especialidades.

De acordo com o superintendente executivo, Odacir Vicente Binotto Rossato, “cada tomada de decisão institucional é baseada em objetivos sólidos, estratégicos e, principalmente, focada nas pessoas e no compromisso de cuidar de vidas”. Entre as conquistas do hospital, ele destaca a associação como membro da Anahp (Associação Nacional de Hospitais Privados) em 2019 e, em 2021, a certificação como Hospital Acreditado Pleno, adquirida através da avaliação do Instituto de Acreditação Hospitalar e Certificação em Saúde.

Além disso, diante do cenário ameaçador da pandemia em 2020, a instituição investiu para atender de forma segura e com qualidade mais esta demanda da comunidade, criando a Unidade de Cuidados Respiratórios, desenvolvida para oferecer assistência em todas as doenças pulmonares e com um formato personalizado de vigilância respiratória que considera todas as necessidades do paciente (físicas, nutricionais e psicológicas). Também foram feitas mudanças nas instalações do Centro de Saúde Digestiva, Centro de Traumatologia e Ortopedia e no espaço dos consultórios. Além disso, foi criado o Centro de Imunizações em 2021, pensado para oferecer as vacinas recomendadas pelas principais sociedades científicas, com uma equipe altamente qualificada.

Para este ano, os principais objetivos são trabalhar na conclusão do Centro Clínico, a abertura do Centro de Neurologia e Neurocirurgia e o desenvolvimento da área de pesquisa, através dos centros de Pesquisa e Desenvolvimento Assistencial e de Inovação e Tecnologia em Saúde.

O futuro é tecnológico

Nos últimos anos, o Ernesto Dornelles iniciou diversas parcerias para a melhoria da saúde no Rio Grande do Sul e no Brasil. Entre elas, em 2019, o acordo com o Parque Científico e Tecnológico da PUCRS, Hospital São Lucas e BioHub, no intuito de gerar maior intercâmbio tecnológico, científico, cooperação e desenvolvimento de recursos humanos e, em 2021, a aliança com a Universidade Católica de Pelotas, o Hospital Universitário São Francisco de Paula e a empresa Sisqualis com foco em inovação na área médico-hospitalar.

A instituição ainda é integrante ativa do projeto Minha Saúde Digital do Programa Pacto Alegre, que visa articular empresas privadas, instituições de ensino e o governo em ações transformadoras para a capital dos gaúchos e do South Collab Health, um grupo colaborativo formado por hospitais, universidades, entidades e empresas que buscam fomentar a inovação da saúde no Rio Grande do Sul.

Confira através da linha do tempo, os principais acontecimentos do Hospital Ernesto Dornelles durante os seus 60 anos de existência:

1962: Inauguração do Hospital Ernesto Dornelles e instalação do primeiro programa de Residência Médica do Estado do Rio Grande do Sul;

1963: Criação da primeira Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Brasil;

1964: Inauguração da UTI com nove leitos para adultos, dez para pediatria e seis berços, sala de recuperação e setor de isolamento;

1979: Inauguração do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) com seis leitos para tratamento intensivo, seis para cuidados intermediários e quatro para cuidados coronarianos;

1982: Adoção da decisão do Conselho Regional de Enfermagem, pela qual somente auxiliares de enfermagem, com formação técnica, podem atuar no atendimento assistencial. O HED foi o primeiro hospital particular do Estado a assumir essa prática;

2001: Inauguração da nova Maternidade, com 32 leitos e capacidade para até 16 partos por dia, além da reforma das UTIs Neonatal e Pediátrica, com outros 18 leitos;

2005: Inauguração do Centro de Diagnóstico da Mama;

2006: Início do Planejamento Estratégico e inauguração do novo Centro Cirúrgico, com 12 salas, 38 leitos de recuperação pós-anestésica, salas de entrevistas e preparação de pacientes;

2009: Criação do Serviço de Epidemiologia e Gerenciamento de Riscos – SEGER e primeiro hospital do Estado a ter Sala híbrida em bloco cirúrgico;

2010: Instalação e utilização do sistema integrado de tecnologia da informação, o sistema Tasy;

2012: Obtenção da certificação internacional em Cirurgia Bariátrica e inauguração do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Assistencial;

2013: Recebimento do troféu Hospital Best, na categoria Hospital Regional do Ano – Região Sul, concedido pela Associação Brasileira de Marketing em Saúde (ABMS) e Revista Saúde Best inauguração da Unidade de Cuidados Especiais e do novo Serviço de Emergência e Pronto-Atendimento;

2014: Inauguração do Serviço de Endoscopia;

2015: Recertificação internacional em Cirurgia Bariátrica;

2016: Conquista do prêmio Top Ser Humano, concedido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-RS), na categoria Organização;

2017: Obtenção da certificação como hospital Acreditado, concedido pela ONA – Organização Nacional de Acreditação; Conquista do prêmio Top Cidadania concedido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-RS);

2018: Inauguração do Laboratório de Análises Clínicas;

2019: Integração à Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), inauguração do Centro de Inovação e Tecnologia em Saúde e início da parceria com o TecnoPUC;

2020: Inauguração do Centro de Nefrologia e Diálise e do Centro de Radioterapia – VITTA – em parceria com o Instituto Kaplan;

2021: Upgrade no processo de Acreditação Hospitalar, com a obtenção do certificado de Hospital Acreditado Pleno, homologado pela ONA, início da aliança com a Universidade Católica de Pelotas e inauguração do Centro de Imunizações e da Unidade de Cuidados Respiratórios.

Consultoria fornece dicas para melhorar relação entre médicos e pacientes

Artigo anterior

Healthtech brasileira aposta no atendimento personalizado de beneficiários

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News