quarta-feira, abril 24, 2024
Home Gestão Einstein é considerado o 28º melhor hospital do mundo e o melhor do Hemisfério Sul

Einstein é considerado o 28º melhor hospital do mundo e o melhor do Hemisfério Sul

O hospital, que subiu seis posições em relação ao ano anterior, é o líder no Hemisfério Sul e na América Latina

por Redação
0 comentário

O Einstein foi considerado o 28º melhor hospital do mundo pelo The World’s Best Hospitals 2024, lista divulgada pela revista norte-americana Newsweek. O hospital, que subiu seis posições em relação ao ano anterior, é o melhor do Hemisfério Sul e da América Latina.

Elaborada em parceria com a empresa de pesquisa de dados Statista Inc., a lista é baseada em recomendações de profissionais da saúde e lideranças do setor de 30 países, pesquisas de satisfação com pacientes e indicadores de qualidade e segurança. Ela reconhece os centros que atuam com base em boas práticas de cuidado e que têm o compromisso com a inovação.

“O hospital nasceu, há cerca de 70 anos, com o objetivo de se tornar uma referência e um centro de produção de conhecimento em saúde. Hoje, além das unidades assistenciais e de medicina diagnóstica, mantemos centros de inovação em três regiões do país, apoiando, impulsionando e validando projetos em saúde, tanto nacional quanto internacionalmente. Nos destacamos em produção científica e contamos com uma extensa rede de ensino. Somos um verdadeiro ecossistema de saúde, atuando nos setores público e privado”, afirma Sidney Klajner, presidente do Einstein. “E tudo isso se sustenta no nosso compromisso de ajudar a transformar a saúde, ampliando o acesso e buscando a equidade”, diz.

Nesse sentido, no último ano, por exemplo, o Einstein ampliou suas áreas de ensino e inovação, inaugurando centros em Goiás, onde tem uma unidade hospitalar privada em Goiânia, e faz a gestão do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia – Iris Rezende Machado. Também estendeu a sua atuação na saúde pública para a região nordeste do país, ao assumir a gestão do Hospital Ortopédico do Estado, na Bahia, que será o maior hospital estadual especializado em Ortopedia e Traumatologia do Brasil, com previsão de mais de 24 mil atendimentos por mês. Além disso, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), expandiu o acesso a transplantes por meio de capacitações de centros em regiões de vazio assistencial. 

Buscando a vanguarda do uso da tecnologia, o Einstein recebeu recursos da Fundação Bill e Melinda Gates para  desenvolver o projeto “Smart Assistant for Monitoring Prenatal Health Care with Large Language Models (SAMPa), que utiliza inteligência artificial para auxiliar profissionais de saúde na assistência de mulheres que fazem acompanhamento pré-natal na região norte do país. Foi reconhecido ainda como Centro de Competência Embrapii em Terapias Avançadas, o que coloca o Einstein no mapa das tendências em inovação com pesquisa contra doenças degenerativas, câncer, doenças genéticas e outras.

“Ser o melhor hospital da América Latina e figurar na 28ª posição global é um reconhecimento internacional de que estamos, sim, transformando a saúde e gerando impacto significativo ao inovar e desenvolver soluções para a entrega de valor em saúde. Isso está alinhado aos nossos valores e princípios, que priorizam a experiência do cuidado, a saúde populacional, a redução de custo per capita, o bem-estar dos profissionais de saúde e a equidade”, diz Miguel Cendoroglo, diretor médico do Einstein.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside