NewsNewsletter

Diagnósticos do Brasil investe em tecnologia para agilizar exames e modernizar o setor de imuno-hematologia

0

Com o aumento pela procura por exames no setor de imuno-hematologia, o laboratório de apoio Diagnósticos do Brasil – DB, automatizou a área para resultados com mais qualidade e em tempo hábil, além da capacidade de liberar os resultados em qualquer unidade de maneira padronizada.

Para atender a demanda com qualidade e mais precisão, dentro de cada unidade o laboratório conta com setores específicos, que trabalham com diferentes técnicas e metodologias, utilizando equipamentos de última geração.  A área se dedica ao estudo dos antígenos presentes nas hemácias, dos anticorpos a eles correspondentes e de seu significado clínico. Com equipamentos de ponta, o setor entrega resultados com mais qualidade e em tempo hábil.

Recentemente, a equipe conseguiu reduzir o tempo de liberação dos exames da imuno-hematologia em 48%, obtendo uma melhora no TAT desses exames paralelamente ao crescimento da demanda. Esse resultado se dá, devido aos investimentos feitos em novos maquinários que, além de possuir mais agilidade na análise, garantem também melhor qualidade e confiabilidade dos resultados liberados para o cliente. E, ainda permitem realizar exames fundamentais para o diagnóstico e tratamento de doenças.

“Um dos exemplos são as plataformas da Grifols, nosso fornecedor da imuno-hematologia, com a agilidade que as máquinas nos proporcionam conseguimos garantir um exame preciso em tempo recorde para nossos clientes, fortalecendo a relação do DB com os parceiros,” diz Alexandre Tanck, coordenador da Assessoria Científica do Diagnósticos do Brasil. “Esses equipamentos realizam exames fundamentais para o diagnóstico e tratamento de doenças,” finaliza o coordenador.

Os equipamentos de alta tecnologia realizam os testes especificados abaixo com método de Gel-Teste de forma totalmente automatizada, com o registro e arquivamento das imagens permitindo conferência rápida e de forma visual da prova e contraprova de cada exame liberado a partir da imagem e código de barras de cada paciente.

Entre os exames realizados estão:  tipagem sanguínea, capaz de identificar qual o grupo sanguíneo do paciente, informação importante para casos de doações e transfusões de sangue, gestação, entre outros procedimentos médicos;  Coombs Indireto, o teste que permite a identificação de anticorpos anti eritrocitários no soro do paciente, e é importante na avaliação de gestantes com o fator Rh (-), nas fases pré e pós transfusionais; e Coombs Direto, uma ferramenta importante no diagnóstico da anemia hemolítica, que permite detectar hemácias revestidas in vivo por imunoglobulinas e/ou frações do complemento.

Cleveland Clinic e IBM vão usar computação quântica para acelerar descobertas em saúde e ciências da vida

Artigo anterior

Após um ano de pandemia, os sistemas de saúde ainda enfrentarão os piores testes nas próximas semanas

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News