quarta-feira, junho 19, 2024
Home Artigos Transformação digital e os 10 pilares do futuro hospitalar

Transformação digital e os 10 pilares do futuro hospitalar

por Graci de Melo
0 comentário

À medida que a digitalização permeia diversas indústrias, a saúde enfrenta um chamado urgente para adaptar-se. Para os hospitais brasileiros, essa adaptação vai além da simples incorporação de novas tecnologias; trata-se de uma revisão profunda das operações.

Segundo a ABCIS (Associação Brasileira CIO Saúde), dos cerca de 7.200 hospitais brasileiros, apenas aproximadamente 400 possuem certificações para acelerar a jornada de transformação digital. Ou seja, muitos hospitais desejam a transformação digital, mas estão perdidos sobre como iniciar essa jornada.

Diante desse cenário, destaco dez pilares do futuro hospitalar:

  1. Interoperabilidade: Garante a comunicação eficaz entre sistemas distintos, consolidando um atendimento mais integrado e minimizando a perda de informações.

  2. Cyber segurança: Defende dados e sistemas de potenciais ameaças, preservando a confidencialidade e segurança dos registros dos pacientes.

  3. Infraestrutura: Estabelece a plataforma tecnológica essencial para suportar soluções e serviços inovadores.

  4. Inovação: Encoraja a implementação de tecnologias emergentes e metodologias que promovem tanto o atendimento quanto a gestão hospitalar.

  5. Governança: Garante que a TI esteja em sincronia com os objetivos macro da instituição.

  6. Conectividade: Certifica-se de que sistemas e equipes possam colaborar em tempo real, eliminando barreiras.

  7. Cloud: Valoriza o uso de soluções em nuvem, otimizando o armazenamento e acesso a dados e aplicativos.

  8. Digitalização de processos: Reimagina e moderniza processos tradicionais, promovendo agilidade.

  9. Business Intelligence: Capitaliza informações para gerar insights valiosos, impulsionando a otimização de recursos e melhores tomadas de decisão.

  10. Saúde digital: Concentra-se em tecnologias centradas no paciente, como telemedicina e aplicativos de saúde.

Os itens acima delineiam o caminho para qualquer hospital visando a verdadeira modernização. Importante lembrar que a tão discutida transformação digital não é apenas uma mudança superficial; é um novo conceito de como os hospitais devem operar para maximizar o valor entregue, prometendo um futuro mais eficaz, seguro e centrado no paciente.

A ascensão da interoperabilidade na saúde

A excelência no atendimento ao paciente é a alma da medicina. Dentro desse universo, a interoperabilidade não é mera tendência, mas sim o alicerce da transformação digital na saúde. Facilitando avanços como a telemedicina, ela se apresenta como fundamental na promoção de uma saúde mais integrada e eficiente.

A telemedicina, oficializada no Brasil em 2020 em resposta à pandemia da COVID-19, promete reinventar a rapidez e qualidade dos atendimentos, possibilitando consultas remotas. Mas para que essa inovação alcance seu potencial completo, a interoperabilidade é indispensável.

No coração da transformação digital na saúde está o uso estratégico e adequado da TI. Os hospitais que reconhecem e priorizam isso não apenas se posicionam na vanguarda da inovação, mas garantem uma base sólida para oferecer cuidados excepcionais no futuro. A tecnologia, quando usada corretamente, não despersonaliza; ela potencializa.

Graci de Melo, sócia-diretora da V8.TECH.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias