InovaçãoNewsNewsletter

Hospitais usam IOT na luta contra a pandemia

0

A KORE, provedora mundial de redes gerenciadas em comunicação máquina a máquina (M2M) e Internet of Things (IoT), anuncia parceria para medição remota do nível de açúcar no sangue de pacientes internados com COVID-19 na Califórnia. A parceria foi realizada com a Dexcom, empresa mundial de monitoramento contínuo de glicose (CGM, do inglês continuous glucose monitoring). O intuito é auxiliar a equipe médica a controlar de forma inteligente e eficiente a glicemia desses pacientes em meio à pandemia mundial.

O monitoramento é uma tecnologia adotada por pacientes insulinodependentes para o manejo da diabetes e para ajustes no tratamento. Trata-se de um sensor corporal portátil que mede, em intervalos regulares e de forma automática a glicose. Usando o sistema Dexcom G6 CGM para medição inteligente, o uso dos equipamentos de proteção individual, os famosos (EPIs) ainda diminuem de forma significativa. Já que é necessário novos equipamentos de proteção a cada visita aos pacientes portadores do coravírus.

“Há pacientes que necessitam de verificações continuas de glicose, até uma por hora, ou seja, vários EPIs são descartados todos os dias por paciente. Muitos hospitais e profissionais de saúde já sofrem com a escassez ou falta de EPIs adequados, principalmente aqui no Brasil, o que aumenta o risco de exposição e infecção significativamente, assim como os custos. A tecnologia conquistou um papel fundamental deste cenário”, afirma o vice-presidente sênior e manager diretor Brasil da KORE, Sérgio Souza.

A solução da Dexcom em parceria como a KORE permite o monitoramento necessário da glicose, medindo os níveis automaticamente a cada cinco minutos e transmitindo os dados para um dispositivo móvel, que pode ser acessado a partir de uma distância segura. Os profissionais de saúde podem monitorar com segurança e precisão os níveis de glicose no sangue remotamente usando apenas um conjunto de EPI diariamente.

“Fazer o possível para auxiliar a saúde e a segurança dos pacientes e profissionais de saúde que atualmente combatem esse novo vírus é uma prioridade para nossa empresa”, disse Matt Dolan, vice-presidente sênior e gerente geral da Dexcom. “Nosso objetivo é reduzir a exposição das equipes médicas, eliminar desperdícios desnecessários de equipamentos limitados e melhorar a eficiência dos hospitais que estão tratando esses pacientes”.

A Dexcom e KORE uniram expertises para lançar esta solução em menor tempo possível, a fim de contribuir ao combate da pandemia mundial da COVID-19. Em relação ao projeto, Bryan Lubel, vice-presidente executivo de serviços gerenciados de IoT, ressaltou: “A KORE conseguiu adquirir dispositivos totalmente certificados e em conformidade com a ISO, concluiu testes e aprovações de engenharia, identificou soluções de conectividade e implantou essa primeira fase de dispositivos equipados em pouco mais de uma semana, garantindo uma rápida entrada no mercado para este período crítico.”

“A primeira fase de implementação desta solução ocorreu nos Estados Unidos, a perspectiva é de que logo diversas soluções de IoT na área da saúde chegue ao Brasil. É gratificante saber que nosso conhecimento e experiência em conectividade e aquisição, certificação e implantação de dispositivos mundialmente estejam desempenhando um papel fundamental nessa guerra global contra o COVID-19”, conclui Souza.

Tecido antiviral é seguro e sustentável, afirma especialista

Artigo anterior

LG faz parceria com a Distrifilm para oferecer monitores para laudo diagnóstico

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar