quinta-feira, maio 30, 2024
Home News ChatGPT fornece respostas sobre suicídio, especialista opina

ChatGPT fornece respostas sobre suicídio, especialista opina

por Redação
0 comentário

De acordo com um levantamento da OMS realizado em 2019,  por ano são registrados mais de 700 mil suicídios, representando cerca de 1% dos óbitos globais. Falando em Brasil, no país, os registros se aproximam de 14 mil casos por ano, ou seja, em média 38 pessoas cometem suicídio por dia.

Anualmente organizações da saúde se movimentam em prol da saúde mental e o auxílio aos que precisam. Para se ter uma ideia, a Doctoralia, realizou em 2022 um levantamento comparativo sobre o volume de agendamentos de consultas com psicólogos e psiquiatras e indicou que houve crescimento tanto no presencial quanto para telemedicina (modelo que ganhou expressão desde 2020). As teleconsultas com psiquiatras foram mais de 88 mil (2020), 215 mil (2021) e já chegaram a 161 mil (2022). Já no modelo presencial, os números são ainda mais expressivos, sendo 273 mil (2020), 446 mil (2021) e mais de 317 mil (2022).

“Para começar a falar de suicídio, devemos entender um tópico muito importante a respeito disso, a primeira coisa é que, realmente, a própria ciência, a própria psicologia, a própria psiquiatria, não sabem exatamente qual é o mecanismo que leva uma pessoa a tirar a própria vida, já que, por natureza, por instinto, nós sempre preservamos a nossa integridade física e a nossa vida. Então o mecanismo que leva ao suicídio ainda é desconhecido. O que é diferente do motivo para tirar a própria vida, o motivo aí depende de cada um, de cada indivíduo, de cada pessoa que pratica o suicídio.”, disse Ulisses Jadanhi, Psicanalista Chefe na Clinica Enlevo.

Qual é a influência das respostas do ChatGPT ou demais IA’s com relação ao tema?

O ChatGPT se tornou o verdadeiro símbolo da Inteligência Artificial Generativa, contudo, a ferramenta está ainda numa fase inicial. Recentemente, algumas de suas fraquezas foram divulgadas, como sua falha de segurança de fornecer dados de alguns usuários após um simples pedido.

Com relação ao tema suicídio, a inteligência apresenta respostas de apoio caso a pergunta seja direta:

Entretanto, em maneira semelhante a outros casos, a IA pode ser facilmente “driblada” após mudar a maneira como o comando é dado:

“O suicídio não é algo repentino, é algo que se constrói dentro do indivíduo, aos poucos, às vezes demora anos para se tomar uma decisão. Dificilmente você vai encontrar casos na história relatados de que alguém acordou de manhã e resolveu que ia cometer um suicídio, isso não existe. Suicídio é uma construção que vai acontecendo dentro do indivíduo.”, informou Jadanhi. “O ChatGPT colabora com a rapidez da informação. Mas se você considerar que uma simples pesquisa na internet, mesmo fora das inteligências artificiais, possibilitam acessar esses dados, e como a construção do suicídio dá-se com um grande espaço de tempo. Logo, o suicida tem tempo para procurar, pesquisar, ver em filmes, a maneira que ele vai escolher para realizar o ato dele.”, disse.

O especialista alerta ainda para os sinais que possam surgir durante esse período, que podem ser pedidos de ajuda indiretos ou diretos, como avisos a pessoas próximas. Caso esteja passando por algum momento desses ou conheça alguém próximo, ligue para o Centro de Valorização da Vida: 188.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias