terça-feira, junho 18, 2024
Home News Viveo fecha 2022 com receita de R$ 8,7 bilhões e crescimento de 45,8%

Viveo fecha 2022 com receita de R$ 8,7 bilhões e crescimento de 45,8%

por Redação
0 comentário

A Viveo, conglomerado que reúne empresas especializadas que atuam desde na fabricação de produtos e distribuição de materiais e medicamentos até a gestão de estoque e serviços para seus clientes e consumidores finais, dibulgou os resultados do quarto trimestre e de todo o ano de 2022. Mesmo diante de um período de transição do setor, ainda como reflexo da pandemia de Covid-19, a companhia expandiu seus indicadores financeiros.

O crescimento orgânico de receita da Viveo foi de quase 15%. A companhia registrou receita líquida de R$ 8,7 bilhões em 2022, aumento de 45,8%, com lucro bruto de R$ 1,4 bilhão, 59,4% a mais que em 2021, com margem de 16% versus 14,6% no ano anterior.

A geração de caixa medida pelo Ebitda ajustado foi de R$ 731,4 milhões, crescimento de 55,2% e margem de 8,4%, uma expansão de 0,5 ponto percentual em relação a margem Ebitda ajustada de 2021. A melhoria de margem reflete a estratégia da companhia de crescer com rentabilidade e decorre principalmente das entradas de novas companhias com margens superiores à média do portfólio. O lucro líquido ajustado foi de R$ 344,7 milhões, crescimento de 12% em relação ao ano anterior, apesar do efeito do resultado financeiro impactado pelo aumento das taxas de juros.

No quarto trimestre de 2022, a receita líquida ajustada foi de R$ 2,62 bilhões, aumento de 63,8% com relação a 2021. O Ebitda ajustado chegou a R$ 199,3 milhões, crescimento de 54,7% na comparação com igual período de 2021, sendo que o lucro líquido ajustado foi de R$ 90,3 milhões.

O desempenho, segundo a empresa, é reflexo das aquisições realizadas ao longo do ano, além do crescimento orgânico em todas as unidades de negócios, cabe ressaltar que o canal de serviços, apresentou também o maior crescimento, contribuindo com a melhoria das margens. “Todas as novas aquisições aumentaram o portfólio de produtos e serviços e nos trouxeram novos modelos de negócio que não tínhamos. Muito além de distribuição de medicamentos e materiais, levamos soluções para os nossos clientes e parceiros”, pontua Leonardo Byrro, CEO da Viveo.

Em 2022 a companhia realizou investimentos recordes de aproximadamente R$ 200 milhões Capex (investimento de capital) em tecnologia, operações fabris, infraestrutura, logística, além da continuidade de aquisições estratégicas.

Durante o ano, o canal de hospitais e clínicas alcançou um crescimento orgânico de 15,3% enquanto o mercado non-retail avançou aproximadamente 10%, evidenciando o ganho de market share no período. Em 2022, a receita líquida do canal de hospitais e clínicas totalizou R$ 6,75 bilhões, aumento de 41,9% em relação a 2021. Outro destaque foi o canal de laboratórios e vacinas que totalizou R$ 817 milhões em receita líquida, avanço de 43,1% em relação a 2021. O crescimento orgânico neste canal foi de 15,6% em 2022 ante 2021, impactado principalmente pela maior receita com distribuição de vacinas.

Sinergias e estrutura de capital

A identificação de sinergias entre as operações das empresas tem favorecido a geração de valor por meio de alavancagens operacionais, comerciais e da estrutura corporativa. A Viveo espera capturar gradualmente, até 2024, sinergias estimadas em R$ 111 milhões de Ebitda (valores nominais em junho de 2022), considerando as aquisições anunciadas desde 2021 até maio de 2022. “Em 2022 atingimos nossa meta de captura de sinergias, sendo que o foco principal foi receber todas as empresas no nosso ecossistema sem prejudicar a operação. Para 2023, o foco da companhia é simplificar a estrutura organizacional e capturar sinergias de mais de R$ 65 milhões em Ebitda”, diz Byrro

Em outubro de 2022, a Viveo fez a sua sexta emissão de debêntures no montante de R$ 400 milhões com taxa de CDI +1,60% e prazo de cinco anos. Os recursos serão utilizados para reforço de capital de giro ou de caixa ou alongamento de dívidas de curto prazo. A alavancagem proforma da companhia é de 1,59 vez, com prazo médio de 4,6 anos e custo de CDI + 1,85%, versus com custo de CDI + 2,19% no encerramento de 2021.

A Viveo investiu mais de R$ 20 milhões em iniciativas ESG em 2022, que contribuem com o avanço da agenda de sustentabilidade e incentivam a cadeia da saúde no País. As principais iniciativas iniciaram em 2020 e avançaram fortemente a partir de 2021, após estudo e definição de pilares de atuação e um mapa estratégico para atuação em todo o ecossistema, propondo melhorias de processos e metas.

“Terminamos 2022 com muito orgulho do legado que estamos construindo, dos resultados que conquistamos sem perder de vista nossos valores e propósito de olhar para cada vida de maneira única, conectando todos os elos da cadeia com um único objetivo: o de simplificar o mercado de saúde”, finaliza Byrro.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias