segunda-feira, maio 20, 2024
Home News Empresa deve se preocupar com a saúde mental de funcionário, diz executivo

Empresa deve se preocupar com a saúde mental de funcionário, diz executivo

por Redação
0 comentário

Uma pesquisa realizada pela B2P entre 2019 e 2020 revelou que os transtornos relacionados à saúde mental foram a segunda principal razão de afastamento do ambiente de trabalho, ficando à frente, até mesmo, dos afastamentos pela Covid-19.

O levantamento, que foi feito em uma consulta com 331 mil funcionários de 18 empresas no Brasil, apontou também que o índice de afastamento por quadros de saúde mental subiu aproximadamente 23% durante o período. Os principais problemas relatados foram a depressão e os transtornos de ansiedade.

De acordo com Alisson Souza (foto), CEO da Abler, startup que tem o propósito de trazer facilidade na gestão dos processos seletivos, colaboradores com uma saúde mental de qualidade costumam ser mais produtivos e resilientes para enfrentar os desafios do dia a dia pessoal e profissional. “Um colaborador com baixa saúde mental tem maior tendência a desorganização e falta de motivação, que pode resultar na qualidade das suas entregas e gerar retrabalho, podendo impactar na operação”, pontua.

Problemas relacionados à saúde mental também podem causar grande insatisfação profissional. “Isso pode gerar um clima ruim dentro da organização, além de ser uma das principais razões pelo crescimento das taxas de absenteísmo, no que diz respeito à frequência de faltas não justificadas. Essas consequências podem estar diretamente ligadas à falta de motivação e a questões de baixa saúde mental no ambiente de trabalho”, lamenta o gestor.

Para o CEO, as empresas devem oferecer suporte e benefícios que auxiliem seus colaboradores nesse sentido. “O fato de as organizações terem um pacote de auxílios que promovem e provêm essa assistência para o colaborador é muito valioso. Além disso, é importante que o RH oriente os gestores a identificar funcionários que estejam com uma baixa saúde mental, se aprofundando nos motivos que podem estar causando tal cenário. As companhias devem também investir na comunicação interna para gerar um ambiente mais transparente, que dê mais segurança emocional para os colaboradores. Um espaço com troca de feedbacks e com um diálogo aberto. Ações para conscientização interna também são de grande valor, como palestras ou rodas de debate sobre o tema”, relata.

Os resultados dessas ações podem ser medidos com uma série de pesquisas dentro da empresa. “É importante realizar pesquisas de clima para entender como está a saúde mental dentro da companhia. Altos números de turnover, por exemplo, podem indicar que o ambiente não é tão bom e não valoriza a saúde dos colaboradores. Uma alta taxa de absenteísmo também pode estar ligada à desmotivação”, alerta Souza.

O CEO da Abler acredita que uma equipe motivada e que vê a preocupação da empresa com sua saúde mental tem a capacidade de entregar melhores resultados. “Isso causa uma maior positividade e resiliência para enfrentar os desafios do dia a dia e alcançar as metas da companhia. Com tranquilidade em relação a esse tema, os colaboradores costumam ter uma melhor concentração e organização, fazendo com que as entregas de tarefas e atividades sejam mais efetivas”, finaliza.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside