sexta-feira, julho 19, 2024
Home News Desafios dos serviços de saúde serão tema de frente mista no Congresso

Desafios dos serviços de saúde serão tema de frente mista no Congresso

por Redação
0 comentário

Com o desafio de criar medidas de apoio concretas aos prestadores de serviços de saúde no Brasil, o Congresso Nacional lança nesta terça-feira, 16, a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Serviços de Saúde. Ela será presidida pelo deputado federal Pedro Westphalen (PP-RS), que foi uma das lideranças mais atuantes na luta contra a Covid-19, tendo relatado o projeto que viabilizou a compra de vacinas.

“Historicamente, estamos devendo um olhar mais atento ao setor. Muitas ações precisam ser tomadas com urgência. Hoje, sozinho, ele representa 9,5% do PIB nacional, além de gerar milhões de empregos. É neste ecossistema delicado e interdependente que atuamos”, explica Westphalen.

O deputado destaca que o principal desafio do setor no Brasil é o financiamento e o equilíbrio das contas e a frente irá trabalhar para apresentar soluções para o problema. “As Santas Casas, os hospitais filantrópicos e a rede privada acumulam, juntos, mais de R$ 70 bilhões em dívidas, fruto do subfinanciamento da saúde incluindo a defasagem da tabela do Sistema Único de Saúde [SUS]. Não podemos olhar esse problema com indiferença ou chegaremos a um ponto de insustentabilidade”, alerta.

Na luta contra a Covid, Westphalen foi autor do projeto de lei que suspendeu a necessidade do cumprimento de metas qualitativas e quantitativas de procedimentos firmados com o SUS para que os hospitais continuassem a receber o repasse da União durante o período, o que garantiu que muitos deles seguissem com as portas abertas. Ele defende que a solução para os desafios do setor passe por tomadas de decisões mais assertivas, como a que ajudou os hospitais na pandemia. “A nossa aposta para este desafio é que devemos continuar olhando o setor a partir da sua realidade e não de cenários idealizados que geram prejuízos e prejuízos ao atendimento dos pacientes”, afirma.

Westphalen destaca que a prioridade é fomentar várias ações para consolidar o setor em três eixos fundamentais: acesso, qualidade e sustentabilidade. “Não adianta você ter um plano de saúde que não consegue atender o usuário. Ao mesmo tempo, ele tem que ser sustentável financeiramente, sem, com isso, extorquir o usuário”, reflete. O deputado reconhece, porém, que há pontos onde o setor tem que evoluir e melhorar. “Isso precisa ser discutido abertamente e corrigido com todos estes atores, mas a realidade é que precisamos apoiá-los nessa jornada e temos falhado nesse sentido, deixando o setor desamparado”, pondera.

Segundo o deputado, a ideia é ouvir todos os setores que fazem parte do segmento e dar voz e vez às entidades envolvidas no processo de saúde. “Vamos trabalhar para estimular a inovação e a adoção da tecnologia tanto por parte dos prestadores públicos quanto dos privados. Além de abrir canais para parcerias público-privadas a fim de ajudar a modernizar o setor e torná-lo mais eficiente”, finaliza.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside