segunda-feira, abril 15, 2024
Home News Oncoclínicas encerra primeiro trimestre com lucro líquido de R$ 41 milhões

Oncoclínicas encerra primeiro trimestre com lucro líquido de R$ 41 milhões

por Redação
0 comentário

O Grupo Oncoclínicas, especializado no tratamento do câncer, encerrou o primeiro trimestre do ano com crescimento de 33% no faturamento e o maior Ebitda — sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização — de sua história, que chegou a 145%, atingido R$ 277 milhões. A empresa alcançou ainda mais um recorde ao reportar alta de 60,1% em sua receita líquida, de R$ 1,3 bilhão.

Os resultados são atribuídos ao crescimento do faturamento (32,5%), somado à integração de aquisições concluídas durante 2022 e à aceleração das operações de cancer centers. Em relação ao trimestre anterior (4T22), o crescimento da receita líquida foi de 6,3% e no período de doze meses somou R$ 4,6 bilhões. Já o lucro líquido atingiu a marca de R$ 41 milhões neste primeiro trimestre, revertendo um prejuízo de R$ 16 milhões no mesmo período do ano passado, apontando para o terceiro trimestre consecutivo de crescimento.

“Nossa cultura é fundamentada em qualidade e eficiência operacional, sustentada por um time de alta performance. A especialização no tratamento oncológico, cuidado centrado no paciente, inovação médica e processos escaláveis nos levam a alcançar nosso modelo de excelência. Em 2022, a Oncoclínicas foi muito exitosa com suas parcerias estratégicas e agilidade da integração das aquisições. Estamos continuando esse movimento e iniciamos o ano com resultados excelentes, que atestam o potencial de expandirmos ainda mais o grupo”, ressalta Bruno Ferrari, fundador e CEO da Oncoclínicas.

O número de tratamentos prestados aos pacientes aumentou 46,7% no primeiro trimestre na comparação com igual período de 2022, atingindo um total de 151,1 mil. Na comparação entre períodos dos últimos doze meses, o crescimento no número de procedimentos foi de 38,7%, num total de 548,9 mil. Uma aceleração em relação ao crescimento verificado no trimestre anterior, tanto em função do volume orgânico, como pela integração das aquisições realizadas.

Segundo Cristiano Camargo, diretor de relações com investidores da companhia, os números positivos refletem a bem-sucedida extração de sinergias das aquisições mais recentes e a ampliação de um modelo integrado de cuidado com o paciente oncológico. “Os números mostram como a companhia conduz suas operações com eficiência e seriedade, manejando as sinergias capturadas de novas aquisições e reorganizando sua distribuição tributária, um trabalho importante iniciado pela empresa em 2022.”

A margem bruta da Oncoclínicas avançou de 33,6% no primeiro trimestre de 2022 para 36,4% nos primeiros três meses deste ano, em função de ganhos de eficiência das unidades de alta complexidade, levando ao crescimento de 73,4% do lucro bruto no trimestre, que atingiu R$ 1,7 bilhão. Finalmente, o maior Ebitda de sua história somou R$ 277 milhões, com crescimento de 145,4% se comparado ao mesmo período anterior, quando registrou R$ 112,8 milhões. Já para os doze meses encerrados em março de 2023, o Ebitda foi de R$ 837 milhões, 112,2% acima dos R$ 394 milhões registrados no mesmo período em 2022, refletindo o avanço no processo de integração das unidades adquiridas e os ganhos de eficiência. Somente no espaço de um trimestre a Companhia reduziu seu nível de despesas operacionais de 17,6% para 15%.

Expansão no Centro Oeste  

Em janeiro deste ano, a Oncoclínicas anunciou investimento na implantação de um cancer center em Goiânia. O contrato firmado para o desenvolvimento do cancer center Goiânia inclui um complexo hospitalar de alta complexidade e centro integrado de diagnóstico, prevenção e tratamento ao câncer que vai operar em sinergia com o Dana-Farber Cancer Institute, um dos principais centros de tratamento e pesquisa em câncer no mundo.

Com investimento estimado em cerca de R$ 145 milhões e conclusão do empreendimento em aproximadamente 36 meses, o cancer center Goiânia contará com um moderno parque de diagnóstico por imagem, anatomia patológica e medicina genômica integradas. Serão 320 leitos, 18 salas cirúrgicas, unidade de terapia celular CAR-T, aceleradores lineares para radioterapia e cuidados continuados, além de especialidades médicas e multidisciplinares. O cancer center Goiânia faz parte da estratégia de expansão da Oncoclínicas.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside