NewsNewsletter

Hospital Pequeno Príncipe passa a receber doação em moeda virtual, numa parceria com a insurtech Betterfly

0

Uma parceria com a insurtech Betterfly vai permitir ao Pequeno Príncipe, maior hospital exclusivamente pediátrico do país, com sede em Curitiba, receber doações por meio de uma nova moeda. Com auxílio da plataforma Betterfly, bons hábitos como caminhar, dormir as horas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde e meditar serão transformados em recursos revertidos para o Serviço de Nutrição e Reabilitação Alimentar deste Centro de Referência de Saúde Infantojuvenil. As doações serão feitas pelos próprios usuários do aplicativo, que integra impacto social e bem-estar físico, mental e financeiro.  

A mecânica para doação é muito simples: atividades saudáveis ou esportivas realizadas diariamente pelos usuários do app são registradas e vão gerar os “BetterCoins”, moeda virtual utilizada para doações à causas sociais apoiadas pela Betterfly. Ao registrar 10 mil passos, por exemplo, o usuário acumula 100 BetterCoins. A cada 300, ou seja, aproximadamente três dias de hábitos saudáveis, já será possível fazer a doação de um lanche saudável para as crianças e adolescentes em tratamento no Hospital Pequeno Príncipe.  

“Nós contamos com o apoio de pessoas e empresas para continuar transformando a vida de milhares de crianças. Ao longo de mais de 100 anos, temos o privilégio de reunir apoiadores que compreendem a importância da causa da saúde infantojuvenil e isso é um privilégio alcançado com muito trabalho, pela nossa missão de proteger as crianças por meio da assistência, do ensino, da pesquisa e da mobilização social, fortalecendo o núcleo familiar”, explica a diretora executiva, Ety Cristina Forte Carneiro.  

A Betterfly é pioneira em uma nova maneira de levar proteção financeira às massas. Seu modelo de negócio é mais fácil e acessível para que as empresas ofereçam aos seus colaboradores, por meio de uma assinatura totalmente digital, acesso a benefícios como telemedicina, psicologia, nutrição, educação financeira, fitness e meditação, e um seguro de vida dinâmico, que aumenta sem custo, a partir da simples adoção de hábitos saudáveis. A tecnologia é utilizada para combinar bem-estar, seguros e propósito social. A missão da Betterfly é de inspirar e empoderar as pessoas a agirem melhor, viverem melhor e serem a melhor versão de si mesmas. É orientada para o propósito que capacita seus usuários a proteger suas famílias, comunidades e o planeta.  

“Para a Betterfly é muito significativo ter o Hospital Pequeno Príncipe, uma instituição filantrópica centenária, como parceira. No sentido mais amplo da palavra parceria, o de caminhar juntos, numa convergência de propósitos, que é o de causar impacto na vida de quem mais necessita. Neste caso em especial, crianças e adolescentes. Ficamos bem tocados com a quantidade de pacientes que a unidade assiste, além da excelência técnica- científica, com profissionais multidisciplinares e atendimento em diversas especialidades. Realmente, um patrimônio do Paraná e do Brasil”, afirma Cristóbal della Maggiora, COO e co-fundador da Betterfly.  

 Betterfly  

  • Fundada em 2018, como um aplicativo que transformava hábitos saudáveis em doações de alimentos para combater a desnutrição no mundo; 
  • Em 2020, muda seu nome para Betterfly e desenvolve a primeira plataforma que combina bem-estar, proteção financeira e impacto social; 
  • O serviço é oferecido a empresas, para que seus colaboradores tenham acesso a benefícios como telemedicina, psicologia, nutrição, educação financeira, fitness e meditação, entre outros, e um seguro de vida dinâmico, que recompensa aqueles que adotam hábitos saudáveis com o aumento da cobertura e a possibilidade de fazer doações sociais; 
  • É constituída como Como uma Corporação de Benefício Público e certificada B-Corp, em que o propósito e o benefício social são tão importantes quanto a geração de lucro; 
  • A Betterfly busca impactar as vidas de cem milhões de pessoas até 2025, com um produto acessível e um seguro de vida que não requer check-ups médicos ou seja condicionado a doenças preexistentes; 
  • Em junho de 2021, tornou-se a insurtech latino-americana com maior valorização, após a série B , com investimento de US$60 milhões de fundos como SoftBank, QED Investors, DST Global, Valor Capital e Endeavor Catalyst, quando anunciou sua expansão internacional, a começar pelo Brasil; 
  • Em setembro de 2021, anunciou sua aliança com a Icatu no Brasil, a maior seguradora independente do Brasil; 
  • A expansão internacional está em ritmo acelerado e, no início de dezembro anunciou a chegada a quatro novos mercados – México, Equador, Argentina e Colômbia – já em 2022, em parceria com a Chubb Seguros, a maior seguradora de bens e acidentes de capital aberto do mundo. Futuramente, a expansão seguirá para outros continentes. 
  • A Betterfly tem mais de 400 colaboradores no Chile e no Brasil, além de executivos nos mercados futuros. 

Hospital Pequeno Príncipe 

O Hospital Pequeno Príncipe é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que oferece assistência hospitalar há mais de 100 anos para crianças e adolescentes de todo o país. Disponibiliza desde consultas até tratamentos complexos, como transplantes de rim, fígado, coração, ossos e medula óssea. Oferece atendimento em 32 especialidades, com equipes multiprofissionais especializadas. Com 384 leitos, sendo 68 em UTIs, realiza 60% dos atendimentos a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2020, mesmo com a pandemia de coronavírus, foram realizados 159 mil atendimentos e 12 mil cirurgias que beneficiam meninos e meninas do Brasil inteiro. 

dr consulta reduz preço de plano de saúde individual em São Paulo

Artigo anterior

Mercado de Franquias de Saúde e Beleza cresce 10,5% em unidades e fatura cerca de R$ 39 bilhões

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News