NewsNewsletter

Hospital Universitário Federal testa exame que detecta coronavírus em apenas uma hora

0

Graças a uma pesquisa científica desenvolvida pela Universidade Federal de Goiás (UFG), no Hospital das Clínicas – da rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação (MEC) -, os pacientes atendidos na unidade hospitalar contam com um novo teste para a detecção do coronavírus. O grande diferencial desse exame é que ele fica pronto em cerca de uma hora, o que pode ser decisivo no tratamento e isolamento dos pacientes.

O teste RT-LAMP conta com tecnologia que detecta a presença do RNA do vírus na fase da infecção ativa, na mesma janela do exame padrão ouro, o PCR, que leva de 3 a 10 dias. Além disso, ele é mais barato e não necessita de instrumentação sofisticada.

Inicialmente foram disponibilizados 500 testes para o hospital. A próxima etapa do projeto é a transferência de tecnologia para o maior número possível de instituições, públicas ou privadas, fazendo com que os benefícios alcançados com essa tecnologia sejam disponibilizados para a sociedade nos diferentes meios de assistência à saúde.

Os recursos para o desenvolvimento dos testes vieram do Ministério Público do Trabalho de Goiás (MPT-GO), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Foram destinados, até o último dia 9, cerca de R$ 1,7 milhão ao projeto.

Validação do teste

O projeto teve início no primeiro semestre de 2020 na UFG e já foi validado, com cerca de mil testes aplicados na população. Em breve, deve ser disponibilizado um edital público para a viabilização da transferência de tecnologia para outras instituições. “A equipe do projeto fará o treinamento em outros hospitais de forma gratuita, fazendo com que este diagnóstico seja mais rápido e que possa salvar vidas”, afirma Gabriela Duarte, coordenadora da pesquisa.

Relatório do CRFS aponta desabastecimento de medicamentos em hospitais no Estado

Artigo anterior

Siemens lança desafio Mendix para desenvolvimento de app de vacinação

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News